Mais um livro do Andarilho

Músicas de Andarilho - 8 Anos de Andanças

17/03/2017

No dia 10/03/2017 o blog Músicas de Andarilho completou nada menos que 8 anos de vida.

É um período considerável, já que a expectativa de vida dos blogs costuma ser menor que isso.

O blog mudou muito ao longo desse tempo. Nasceu de um período complicado, como uma forma de sublimação. Eu falava de músicas que me faziam viajar e isso de alguma forma me ajudava a tocar melhor a vida. Começou cheio de regras e manias. Era tudo em preto e branco, num parágrafo só. Eu achava que o estilo (ou falta de) ia atrair leitores.



Aos poucos fui abrindo a mente e me libertando das regras auto impostas. Comecei a falar também dos muitos shows que eu ia. Percebendo que a música estava muito mais inserida na minha vida do que eu imaginava comecei a falar também de filmes, lançamentos, livros e outras coisas que envolvessem uma trilha sonora boa e viajante.

Nos primeiros anos do blog eu postava com uma regularidade assustadora. Eram cerca de 3 textos por semana. Quando os textos começaram a ficar mais elaborados, porém, a média caiu para 1 artigo por semana. Atualmente o blog vive uma frase ruim, admito, com 1 texto por mês. Em minha defesa, digo que tenho priorizado textos mais elaborados e relevantes do que análises isoladas de uma única canção.

Mas o mais curioso de tudo é que, tanto no começo, quando eu escrevia mais, quanto agora, com textos mais espaçados, o blog mantém um certo número de leitores. Nunca foram muitos, mais uma vez admito, mas é interessante notar que o número de visitantes se mantém constante. Parece que sempre há alguém conhecendo o blog e navegando por suas páginas. Fico feliz com isso. E feliz também quando percebo que textos antigos aparecem entre os mais lidos. Isso me mostra mais uma vez que o blog não tem idade. O texto é, como sua matéria-prima, a música, atemporal. Você pode ler qualquer texto do blog à qualquer momento. Nesses 8 anos o Músicas de Andarilho nunca viveu do hype. Nunca dependeu do assunto da moda. Aliás nunca dependeu de nada, além do meu tempo. Não ganho dinheiro com o blog, admito uma terceira vez, e nunca esperei ganhar. Essas propagandas que você vê acima são do meu próprio livro.

Livro Heróis e Anômicos, um dos prêmios que tive que com blog.

O volume de textos ajuda o blog a manter-se vivo, mesmo com poucos textos novos. Nesses 8 anos foram 665 textos e, orgulho-me em dizer que, com exceção de alguns releases enviados por bandas, todos são 100% originais, saídos diretamente dessa cabeça Andarilha que, por algum motivo ainda persiste na escrita.

O blog já adquiriu uma certa autonomia. Isso é o que me deixa mais satisfeito depois de 8 anos. E já que tudo isso se deu pro conta de seus textos, vou deixar aqui alguns links para textos antigos e que têm recebido muitas visualizações desde que foram para o ar:

As 10 Músicas Mais Viajantes da História
Texto que fiz com a intenção de reunir as 10 canções que, desde a primeira escutada, me fazem viajar de maneira absurda. 2º texto mais lido do blog.
Publicado originalmente em setembro de 2014.

Tears for Fears - Woman in Chains
Engraçado notar que, quando estou escrevendo sobre alguma canção específica, fico às vezes preocupado se vou atingir vários leitores. Textos como esse do Tears for Fears me mostram que, fãs sempre encontrarão caminhos até o conteúdo. Um dos textos que mais têm feito sucesso nos últimos meses.
Publicado originalmente em junho de 2013.

O Rock Está Morrendo e o Roqueiro está Assistindo
Artigo que escrevi tentando fazer um diagnóstico sobre o cenário do Rock atual. Todos sabem que o Rock já teve seus anos de glória. Porém, descobri que, pasmem, a culpa é toda do próprio Roqueiro.
Publicado em agosto de 2015.

O Rappa - Cristo e Oxalá
Fico feliz em perceber que não sou o único a acreditar que Deus é uma mesma coisa para todos, não importa o caminho ou a relação de cada pessoa com Ele. Nessa canção, O Rappa mistura Umbanda com Cristianismo para mostrar que, independente de como o chamemos, Deus está ali, nos protegendo e guiando.
Publicado originalmente em novembro de 2011.

E Aí Meu Irmão, Cadê Você?
Até eu me surpreendi agora. Esse texto é uma resenha sobre um excelente filme dos irmãos Coen, no qual a música é o personagem principal. Por se tratar de um filme cult e pouquíssimo conhecido, não esperava que seria tão procurado. Que bom.
Veio à luz em julho de 2012.

Tim Maia
Resenha do maravilhoso filme do Tim Maia. E, sabendo-se que se trata de Tim Maia, tinha como ficar ruim?
Texto publicado em novembro de 2014.

Jorge Ben - O Homem da Gravata Florida
Jorge Ben é mestre. Disso eu sabia. O que eu não sabia que é o meu leitor também acha isso. Quase todos os textos sobre suas músicas estão entre os mais lidos. Tive que escolher apenas um para ele não dominar o ranking. Peguei O Homem da Gravata Florida simplesmente por que essa é uma música inspiradora. Sempre que a escuto tenho vontade de viver o momento ao máximo para tentar, como o mestre, admirar cada pedaço, cada segundo de vida.
Publicado em Março de 2013.

Johnny Cash - Hurt
O grande campeão do blog. Foi com ele que tudo começou. Um dos meus primeiros textos, publicado numa época em que o blog não tinha Facebook, nem qualquer outra forma de alavancar as postagens. Como o Homem de Preto o texto foi silencioso e certeiro. Disse o que tinha para dizer à quem quisesse ouvir. E até hoje, 8 anos depois de sua postagem, é indiscutivelmente o texto mais acessado e lido, com mais de 3.000 visualizações únicas. Trata-se de Johnny Cash. Não, não é surpreendente.
Campeão desde abril de 2009.


Mestre.

Obrigado à todos os leitores que, há 8 anos, seja de forma assídua ou de forma totalmente aleatória, acompanham o blog de alguma forma.

Tudo de Rock para vocês ;)

Felipe Andarilho

2 comentários:

Fabio CS disse...

Parabéns Felipe pelo Blog que completou 8 anos. Ele é na verdade uma grande enciclopédia musical, enriquecida com suas estórias e causos desenhados pela sua forma apaixonante de narrativa, difícil não embarcar nessas estórias musicais com suas devidas trilhas sonoras. Sucesso sempre de seu admirador e fã incondicional. Um grande abraço.

Felipe Perazza disse...

Obrigado padre pelo comentário. Fico muito feliz por vc ter sempre acompanhado o blog e me dado apoio para continuar escrevendo. Um grande abraço e tudo de Rock!

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...