Sobre o Autor

Minha foto

Sou um homem em constante dualidade. Metade de mim queria ser um astro do Rock. A outra metade um monge budista. O resultado disso foi um blog que mistura John Lennon e Jesus Cristo e um livro chamado Heróis e Anônimos.

Sugar, impossível parar de ouvir

27/10/2016

Por que um pouco (bem pouco) de açúcar não faz mal à ninguém


Estou, desde, o começo desse ano, sem conseguir parar de ouvir Sugar.

Simplesmente não consigo.


A música é boa demais. Tem um ritmo empolgante. Um refrão grudento. Um vocal carismático e, melhor de tudo, um riff espetacular.

A canção do DJ Robin Schulz cantada por Francesco Yates é sensacional. Impossível ouvir e não se contagiar. A vontade de levantar, dançar e curtir é grande. É exatamente o que se passa no clipe da canção. Confira abaixo:



Assim como o policial figuraça do vídeo, quando escuto Sugar quero jogar tudo pro alto. Quero ligar o botão do "Foda-se" e girar o volume até o 11. Quero que só o riff domine minha mente e o refrão nunca acabe, para eu ficar dançando no meio da rua sem precisar me explicar. Sem pensar na carreira ou no aluguel. É tudo apenas alegria. Pura.

Sempre repetindo:

Sugar, how you get so fly?

Robin Schulz é um dos grandes nomes da música eletrônica da atualidade. Autor de outras pérolas como a crítica Prayer in C e mixador da maravilhosamente viajante Waves de Mr. Probz, o cara já conquistou merecido reconhecimento mundial.

Jovem e promissor, é, ao lado de Calvin Harris e Avicci, a figura pioneira que está conduzindo o cenário da House Music, com clipes sempre bem feitos e shows de produção de dar inveja à muita banda de Rock consagrada.

Esses caras vão longe. Ah, se vão.

E eu fico só repetindo:

Sugar, how you get so fly?

E esperando por outras canções incríveis ;)

Nenhum comentário:

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...