Mais um livro do Andarilho

La Boquilla

28/04/2015

Música Hipnótica num Cenário Underground

Abra seus ouvidos e coração para essa novidade! Quase sempre falo de bandas que todo mundo conhece, bandas históricas e consagradas, mas dessa vez tenho certeza que quase ninguém terá ouvido falar no grupo dono do texto. Isso porque trata-se de uma banda colombiana que descobri quando estive por lá no final do ano passado. Em meio à tanta salsa, aguardiente e calor humano, acabei conhecendo a Bomba Estéreo. Essqa canção faz parte do disco "Estalla!" de 2008. Segue a letra:




La Boquilla
(Mejia/Saumet/Salazar)

Mi África, miaaa
mi África
Mi África, miaaa
mi África

Y caminéee y caminé
en la punta el pieee, lo vasilé
Y caminéee y caminé
en la punta el pieee, lo vasilé

Y esta la nota que depronto estalla
cuando mi cabeza no puede parar
y este ritmo viene dando batalla
échate pa´lante, muévete pa´ca
No lo estoy pensando yo no lo soñé,
sé que está pasando no lo imaginé
y por mi cabeza no lo penséee...

Y caminéee y caminé
en la punta el pieee, lo vasilé
Y caminéee y caminé
en la punta el pieee, lo vasilé

Y caminé y caminé, yo no lo soñé, yo no lo inventé
Y caminé y caminé, yo no lo soñé, yo no lo inventé

Y esta noche nos vamos pa´la boquilla
porque es una maravilla bailar cerca de la orilla
Oye pela´o tu estás bien sudado
si no me muerdes y yo te muerdo -grruau grruau-

Y como perro no domestica´o
como animal enjaula´o
Como lobito escapa´o
Si no me muerde, Yo te muerdo Gruau!!

Y enciéndelo!, y enciéndolo too (ah)
Y enciéndelo! (Sí), y enciéndolo too (ajá)
Y enciéndelo! (Sí), y enciéndolo too (ah) Y enciéndelo

Y esta es la nota que depronto estalla
cuando mi cabeza no puede parar
y este ritmo viene dando batalla
échate pa´lante
muévete pa´ca

Y esta es la nota que depronto estalla
cuando mi cabeza no puede parar
y este ritmo viene dando batalla
échate pa´lante
muévete pa´ca
pa´ca, pa´ca, pa´ca, pa´ca, pa´ca, pa´ca, pa´ca, pa´ca,
pa´ca, pa´ca, pa´ca, pa´ca, pa´ca, pa´ca, pa´ca, pa´ca,
pa´ca, pa´ca

Si, y yo me voy pa´la boquilla, Si!
porque es una maravilla, Si!
y bailar cerca de la orilla..

Y caminée (y yo me voy pa´la boquilla)
En la punta el piee (y bailar cerca de la orilla)
Yo no lo soñée (Ay si, que yo me voy pa´la boquilla)
Ay porque es una maravilla, (Yo no lo inventé), Y bailar
cerca de la orilla

Si, si no me muerde y yo te muerdo -gruau-
Y como perro no domestica´o
como animal enjaula´o
Como lobito escapa´o
Con mi champeta e´medio e´lado (ahh, Sii)

Si, si no me muerde y yo te muerdo
si no me muerde yo te muerdo
si no me muerde yo te muerdo
si no me muerde yo te muerdo
(Gruau, Gruau, Gruau)

Dê o play e comece a viagem:



Vamos à viagem...

Bomba Estéreo é o tipo de banda que, como a própria Colômbia, gosta de misturar cores, culturas e sabores. Os caras fazem um som Eletrônico com caídas no Rock, Hip Hop, Reggae e muita energia. Não conheço nenhuma banda que possa servir de referência comparativa, mas já ouvi músicas assim diversas vezes. É o tipo de sonoridade que você encontra em baladas underground, desconhecidas do grande público, mas que, subindo um lance de escadas ou dois bem no meio daquela velha avenida você se transporta para um ambiente colorido, diferente e muito viajante. Ali, a cerveja vem em garrafa grande, o papel de parede é jornal e o vestido de brechó é a última moda. É possível encontrar bandas assim no baixo da Augusta. A diferença crucial da Bomba Estéreo, entretanto, é a sua frontgirl. Liliana Saumet tem não só uma voz convidativa à dançar, mas principalmente um jeito de cantar que não nos deixa prestar atenção em outra coisa que não nela. Ela declama, acelera, sensualiza, ri, chora e faz tudo com a mesma docilidade de menina e o charme que só quem fala espanhol do berço tem na voz e não percebe. Impossível ouvir ela dizer "Si no me muerde, Yo te muerdo" e não sorrir de sua audácia. Com a instrumentação delirante ao fundo, sempre acompanhando de perto o carisma e a velocidade da cantorna, Simon Mejia e Julián Salazar compeltam um time único e realmente competente. Eles são aquelas pessoas cheias de personalidade, porém tranquilas, de quem queremos nos tornar amigos. Sabemos que, para fazer música com essa pegada tem que conhecer muito o mundo - seja a praia paradisíaca, seja o beco sujo - e tem que gostar de cada coisa que se vê para transformá-la em música. Tem que aprender com o velho pobre da rua com a mesma destreza com que se toma nota do professor executivo da faculdade. La boquilla é o tipo de música que só gente com essa percepção poderia conceber. É uma música dançante, inspiradora e que exalta, como poucas coisas, as próprias origens. "Mi Africa", diz Saumet no início da obra e se refere não à África em sim, mas a sua verdadeira África: a Boquilla colombiana, dona de uma população quase que exclusivamente afrodescendente e humilde. É lá que rola a festa. É lá onde as pessoas vão para dançar e se perderem na noite e é lá que as notas da guitarra e o efeitos eletrônicos nos aprisionarão. Tudo o que faremos, depois de caminhar até lá sem vacilar vai ser dançar e dançar e dançar ;)

Nenhum comentário:

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...