Mais um livro do Andarilho

Contando Estrelas (da Nossa Bandeira)

16/03/2015

Um pouco de esperança para o Brasil

O dia de ontem, 15 de Março de 2015 entrou para a história. Foi o dia em que o Brasil saiu nas ruas não para brigar, mas para lutar. Sem erguer a voz ou o braço, pedimos pelo fim da corrupção, pela reforma política e de uma forma ou de outra, por um país melhor e mais justo. Preenchemos as ruas não com destroços, mas com verde e amarelo. E, por uma vez mais, fizemos com que nos ouvissem. Para esse momento tão especial na nossa história, dedico a seguinte canção do One Republic. Segue a letra:




Counting Stars
(Tedder)

Lately, I've been, I've been losing sleep
Dreaming about that things we could be
But, baby, I've been, I've been praying hard
Said, no more counting dollars
We'll be counting stars, yeah, we'll be counting stars

I see this life like a swinging vine
Swing my heart across the line
And my face is flashing signs
Seek it out and you shall find

Old, but I'm not that old
Young, but I'm not that bold
I don't think the world is sold
I'm just doing what we're told

I feel something so right
Doing the wrong thing
I feel something so wrong
Doing the right thing
I couldn't lie, couldn't lie, couldn't lie
Everything that kills me makes me feel alive

Lately, I've been, I've been losing sleep
Dreaming about that things we could be
But, baby, I've been, I've been praying hard
Said, no more counting dollars
We'll be counting stars

Lately, I've been, I've been losing sleep
Dreaming about that things we could be
But, baby, I've been, I've been praying hard
Said, no more counting dollars
We'll be, we'll be counting stars

I feel the love and I feel it burn
Down this river, every turn
Hope is a four-letter word
Make that money, watch it burn

Old, but I'm not that old
Young, but I'm not that bold
I don't think the world is sold
I'm just doing what we're told

I feel something so wrong
Doing the right thing
I couldn't lie, couldn't lie, couldn't lie
Everything that drowns me makes me wanna fly

Lately, I've been, I've been losing sleep
Dreaming about that things we could be
But, baby, I've been, I've been praying hard
Said, no more counting dollars
We'll be counting stars

Lately, I've been, I've been losing sleep
Dreaming about that things we could be
But, baby, I've been, I've been praying hard
Said, no more counting dollars
We'll be, we'll be counting stars

Take that money
Watch it burn
Sink in the river
The lessons are learnt

Take that money
Watch it burn
Sing in the river
The lessons are learnt

Take that money
Watch it burn
Sink in the river
The lessons are learnt

Take that money
Watch it burn
Sink in the river
The lessons are learnt

Everything that kills me makes feel alive

Lately, I've been, I've been losing sleep
Dreaming about that things we could be
But, baby, I've been, I've been praying hard
Said, no more counting dollars
We'll be counting stars

Lately, I've been, I've been losing sleep
Dreaming about that things we could be
But, baby, I've been, I've been praying hard
Said, no more counting dollars
We'll be, we'll be, counting stars

Take that money
Watch it burn
Sink in the river
The lessons are learnt

Take that money
Watch it burn
Sink in the river
The lessons are learnt

Take that money
Watch it burn
Sink in the river
The lessons are learnt

Take that money
Watch it burn
Sink in the river
The lessons are learnt

Dê o play e comece a viagem:



Vamos à andança...

Depois que o Brasil saiu nas ruas em junho de 2013 na Revolta dos 20 Centavos, achamos que o país mudaria para melhor. O clima geral de insatisfação tinha então chegado ao seu estopim com mais um aumento nas passagens de ônibus, outra manobra do governo de nos empurrar goela abaixo a conta caríssima que compõe o nosso quadro de políticos, incluindo o custo-extra que vem com a corrupção. Passados quase dois anos, era inevitável o clima de depressão ao saber que nada mudou para melhor. Ao contrário do que esperávamos, o Brasil piorou ainda mais de lá para cá. A economia estagnou-se, o desemprego aumentou, a água acabou, a passagem aumentou (dessa vez foram 50 centavos) e a corrupção continuou intrincada nas entranhas dos políticos sem nenhuma tentativa de combatê-la. Para piorar, foi descoberto um novo e maior escândalo, dessa vez dentro da empresa que, por tanto tempo foi uma das poucas coisas que tínhamos para nos orgulhar: a Petrobrás. Era hora de mais uma ação. Mais maduro do que em 2013, o povo agora estava mais organizado e mais corajoso, além de ter um foco definido para os protestos: o governo. Não apenas jovens e revoltados saíram as ruas, mas famílias completas: homens, mulheres, crianças e idosos. Não haviam mais cores de pele ou classes sociais. Agora, eram todos verde e amarelos. É claro, haviam extremistas buscando o absurdo Impeachment ou a mais absurda ainda intervenção militar, mas a única unanimidade era sobre o fim da corrupção e a melhora do país. Nos fizemos ouvir e o governo - mais uma vez - promete uma resposta positiva. Fizemos nossa parte, mas o trabalho não acaba aqui. É preciso cobrar e continuar na ativa. Somente com atitude consciente teremos melhorias significativas.


Aos brasileiros que, ontem, lutaram ou torceram por um país melhor e mais justo, dedico à canção Counting Stars do One Republic. Apesar de nada brasileira, a canção entende muito do nosso sentimento. Afinal, quem entende mais de perseverança e superação do que nós, que matamos leões todos os dias e trabalhamos duro para sustentar tantos escândalos de corrupção? Na canção da banda americana eles dizem: "Sinto algo tão errado fazendo a coisa certa. E sinto algo tão certo fazendo a coisa errada. Não posso mentir, tudo o que me mata me faz sentir mais vivo". A canção é inspiradora e empolgante. Tem um ritmo rápido e letra poderosa. Como toda boa canção pop, ela contém um refrão grudento com direito à coro e viradas emocionantes que nos instigam a ouvi-la e cantar junto com ela. Sabemos do que ele fala. Entendemos daquela velha coragem, quase sufocada, mas que ainda teima em resistir. Ele diz: "Sou velho, mas não tão velho. Novo, mas não tão ousado. Não acho que o mundo esteja vendido, só faço o que nos mandaram fazer". Quando a canção cresce, com a guitarra rápida e explode naquela frase chave, ouvimos e sabemos que é com a gente que Ryan Tedder fala: "Tudo que me afunda me faz querer voar". É com essa persistência e teimosia que vamos conseguir construir algo melhor. Aos trancos e barrancos, resistindo às pancadas, mas oferecendo sempre o nosso sorriso acolhedor, vamos lentamente levar nosso país aos céus e, com a benção de Deus, chegaremos num ponto em que, como diz a canção "não mais contaremos dinheiro, mas sim, contaremos as estrelas". Que por hora, essas estrelas a serem contadas, sejam as da nossa bandeira sobre os nossos ombros, nos inspirando à agir e a continuar lutando ;)

Parabéns brasileiros! E, Governo, pelo amor de Deus, faça alguma coisa...

Nenhum comentário:

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...