Leia também!

[SOUNDTRACK] Efeito Borboleta

31/01/2014

Música para alento

Essa foi uma das primeiras canções que ouvi do Oasis. Foi ela, juntamente com a icônica Wonderwall, a responsável por me tornar tão fã dessa banda de Rock inglesa. Ela foi lançada originalmente no disco "Heathen Chemistry" de 2002, mas alguns anos depois foi usada no filme "Efeito Borboleta" e se tornou ainda mais cara para mim Segue a letra:




Stop Crying Your Heart Out
(Gallagher)

Hold up!
Hold on!
Don't be scared
You'll never change what's been and gone

May your smile (May your smile)
Shine on (Shine on)
Don't be scared (Don't be scared)
Your destiny may keep you warm

'Cause all of the stars
Are fading away
Just try not to worry
You'll see them some day
Take what you need
And be on your way
And stop crying your heart out

Get up (Get up)
Come on (Come on)
Why you scared? (I'm not scared)
You'll never change what's been and gone

'Cause all of the stars
Are fading away
Just try not to worry
You'll see them some day
Take what you need
And be on your way
And stop crying your heart out

'Cause all of the stars
Are fading away
Just try not to worry
You'll see them some day
Take what you need
And be on your way
And stop crying your heart out

We're all of the stars
We're fading away
Just try not to worry
You'll see us some day
Just take what you need
And be on your way
And stop crying your heart out

Stop crying your heart out
Stop crying your heart out
Stop crying your heart out

Dê o play e comece a viagem:



Vamos à andança...

Soundtrack:

Stop Crying Your Heart Out é o tipo de canção que fica na mente. Seja pela mistura do ritmo lento e apreensivo, porém bonito, seja pela letra inspiradora. Ela começa com um piano solitário que representa bem o contexto da obra: a tristeza e o desespero. Com o enredo montado, Liam Gallagher inicia a poesia: "Aguente firme, não tenha medo. Você nunca mudará o que já passou". A partir daqui, cada verso é acompanhado pelo backing vocal do grande guitarrista Noel Gallagher. Os irmãos dizem: "Que seu sorriso brilhe. Não tenha medo. Que seu destino te mantenha aquecido". Aqui somos apresentados ao refrão, uma virada emocionante que traz ainda mais lições de alento e carinho por parte desse narrador amigo: "Porque todas as estrela estão perdendo o brilho. Tente não se preocupar, você voltará a vê-las algum dia. Pegue o que precisa e siga seu caminho. E pare de chorar". A citação do título "Stop crying your heart out" é inspiradora e se você não se sentir mais animado até agora, certamente sua emoção será positiva com a instrumentação poderosa que se segue. Os backing vocals ainda permeiam a canção com docilidade e o solo de guitarra e o trecho do violino acentuam ainda mais o poder da obra. É o tipo de música que faz o papel de amigo sábio e de fé inabalável - aquele que te dá a mão quando você está mal, te leva pro bar quando você perdeu a namorada, te incentiva quando você não passou na entrevista de emprego e, no fim das contas, te mostra que a vida é maior do que esses pequenos problemas isolados. Esse narrador é o tipo de Guerreiro Pacífico que sabe da complexidade da vida e do universo e que, qualquer percalço, por maior que seja, nunca é maior do que a determinação humana. Ele sabe que, colocados na balança os prós e os contras da vida, o lado bom sempre prevalece - com grande vantagem. É por isso que ele diz com tranquilidade e certeza: "Pare de chorar". Não vale a pena. O caminho até a felicidade plena é longo e tortuoso, mas vale a pena percorre-lo. Perder tempo chorando pelo que passou é deixar de aproveitar o momento presente, tão cheio de surpresas e pequenas felicidades em cada detalhe.


O Filme:

Não posso deixar de comentar sobre o filme "Efeito Borboleta" (2004) que usa a canção em ponto-chave da película. Nele, Ashton Kutcher vive um jovem que descobre ser capaz de voltar no tempo por alguns segundos. O problema é que quando ele altera qualquer detalhe, tudo muda completamente no futuro. Sem querer estragar muito a surpresa do filme, vale comentar que o personagem passa boa parte do filme remoendo o passado e tentando ajustá-lo ao seus desejos - principalmente o de ficar com sua amada vivida por Amy Smart. Como o título entrega, o Efeito Borboleta faz com que o caos reine e nada saia como planejado. Por mais que tente, o protagonista só sobrevive à cada revolução do destino para descobrir que jamais poderá ter exatamente o que quer. Cabe à ele, assim como a cada ser humano, ser feliz com o que tem, aceitar o destino e fazer o melhor com seu tempo de vida, não importa qual seja a situação. Inspirado pela obra do Oasis ele finalmente segue seu rumo, sem olhar pra trás e sem chorar mais ;)

Nenhum comentário:

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...