Viaje neste blog

Publicidade

Uma Ajuda

09/05/2013

Obrigado por existir

Engraçado como tem pessoas que nos são caras. Tive e ainda tenho bons professores e mestres nessa vida e eles me ensinaram a enxergar cada pessoa como um presente precioso de Deus. Eles me mostraram que cada ser humano é um milagre e maior milagre que esse só o fato de dividirmos momentos todos os dias com essas jóias raras que andam, respiram e interagem conosco. Embora eu tente com toda força do meu coração seguir esse ensinamento da imparcialidade, não posso deixar de assumir que algumas pessoas se destacam quando passam pela minha vida. Em homenagem à essas figuras, viajaremos num som do O Rappa, do disco "Rapa Mundi" (1996). Esse CD já tocou tanto no meu player que agora o Windows acha que é um Anti-Vírus e o coloca pra tocar periodicamente. Por mim, melhor. Não há vírus que sobreviva com tanta música boa. Segue a letra:




Uma Ajuda
(Falcão/Yuka)

Wah... wah... wah... wah... wah...
Wah... wah... wah... wah... wah...

Como é bom te ver
É uma ajuda, se é

Meus olhos não aguentavam mais admirar o comprovado
Encarar tantas verdades cruas é ver o céu pela metade
No teu abraço contente algo ficou diferente
Pude sentir a poeira das coisas caindo um pouco distante da gente

Como é bom te ver
É uma ajuda, se é

Com você a lua foi mais que lua e felicidade
Continua rápida mas agora é mais pura
Eu pude ouvir do muro fino entre a ciência e Deus
Eu pude ouvir, eu pude ouvir seu anúncio
Eu pude ouvir, o que ninguém foi capaz de prever
Eu pude ouvir, o que te faz me surpreender

Como é bom te ver
É uma ajuda, se é

Meus olhos não aguentavam mais admirar o comprovado
Encarar tantas verdades cruas é ver o céu pela metade
No teu abraço contente algo ficou diferente
Pude sentir a poeira das coisas caindo um pouco distante da gente

Com você a lua foi mais que lua e felicidade
Continua rápida mas agora é mais pura
Eu pude ouvir do muro fino entre a ciência e Deus
Eu pude ouvir, eu pude ouvir seu anúncio
Eu pude ouvir, o que ninguém foi capaz de prever
Eu pude ouvir, o que te faz me surpreender

O que te faz, o que te faz, o que te faz
O que te faz me surpreender
O que te faz, o que te faz, o que te faz
O que te faz me surpreender
O que te faz, o que te faz, o que te faz

Vamos à andança...

Em In My Life dos Beatles, John Lennon fez um retrato dos lugares e pessoas que marcaram sua vida. Aquela poesia sincera somada à uma instrumentação impecável que só o quarteto de Liverpool conseguiria fazer fez com que a canção se tornasse uma das mais importantes obras-primas dos Beatles. Não é por menos. Há algo mais inspirador do que lugares inesquecíveis e pessoas queridas? Coloque a ferramenta certa na mão do profissional certo e, voi là, tudo sai perfeito. Aqui a fórmula é a mesma. Não apenas a instrumentação criada pelo Rappa é absurdamente ótima como também a inspiração pra letra é uma pessoa querida. Não é uma declaração - pelo menos não de amor. In My Life também não era. Ambas poesias são como uma declaração de agradecimento. Um "obrigado por existir". Isso é talvez mais profundo do que um amor romântico como estamos acostumados. E com certeza é muito mais raro de ser sentido. Justamente por isso, mais gratificante. Uma Ajuda reflete a iluminação de um ser humano que percebe a grandeza do momento divido com uma pessoa cara. Ao iluminado o que nos parece banal é sensacional. Para o narrador dessa canção, não há nada por acaso, nem experiência ordinária. Qualquer momento compartilhado, mesmo que um abraço ou um mero olhar é digno de contemplação. Aliás eu nem devia ter usado a palavra "mero", pois para o sábio que canta essa canção nada é mero, nem mesmo um olhar. Especialmente não um olhar. A música começa com um ritmo viajante e acelerado que desde o começo nos submerge em maresias refrescantes lá do Rio de Janeiro com a bateria forte de Marcelo Yuka e as vocalizações típicas de Marcelo Falcão. Aliás "típico" é outra palavra que não se encaixa nesse texto. Mas como este que escreve ainda não atingiu a sabedoria himalaiana da banda, sei que os mestres me perdoarão pelo uso incorreto da palavra. Logo na primeira estrofe o vocalista solta uma das frases mais marcantes da peça: No teu abraço contente algo ficou diferente. Pude sentir a poeira das coisas caindo um pouco distante da gente". Nisso, com um reggae excelente proporcionado pelo teclado caímos no refrão, onde é registrada a lição: "Como é bom te ver, é uma ajuda, se é". Como em In My Life, dos Beatles, aqui fica clara importância que o cidadão dá pra pessoa em questão. Ver ela é de imensa ajuda. Pois não existem pessoas magníficas as quais basta que você encontre por cinco segundos no café do trabalho para saber que ganhou o dia? Não tem gente que parece que fez pós-graduação em te deixar pra cima? Eles nos ajudam sem saber, ou mais provavelmente sabendo, mas sem fazer alarde, por que são humildes. Muitas dessas pessoas costumamos chamar de "amigos", mas essa palavra talvez não contenha o respeito e carinho que devemos à eles. Prefiro chamá-los de mestres. Pois como aconteceu com O Rappa, eu recebo Uma Ajuda cada vez que falo ou vejo eles. As vezes a ajuda vem somente com a lembrança da pessoa em questão. É como se fosse uma benção que recebemos em forma de palavras, piadas ou qualquer outra descontração ou recordação. Usando as palavras da banda: "Com você a lua foi mais que lua e a felicidade continua rápida, mas agora é mais pura". Com pessoas caras dividindo um momento a lua nunca é só lua. O dia nunca é só um dia. E a felicidade nunca poderia ser tão pura. Faça como os mestres mandam: brinde aos seus amores, família e amigos. Pense em quem é importante na sua vida e reconheça o quão eles são responsáveis pelo que você se tornou. Não precisa nem ser alguém de longa data. Tanto melhor se for alguém que você acabou de conhecer. Talvez melhor ainda se for alguém que passou pelo seu caminho - e provavelmente você nunca mais vai ver - mas deixou uma marca importante. Já dizia Jesus: "Se você saudar apenas quem te saúda, que faz de extraordinário?" O desafio está em reconhecer os mestres em qualquer pessoa. E eles estão lá. Basta olhar com carinho e você vai perceber que a lua nunca mais será a mesma, não importa a situação ;)

Nunca ouviu?

É uma ajuda ter você aqui, ouvindo. Escute:

3 comentários:

Anônimo disse...

Eu bem que gostaria de ser seu aprendiz! Voce consegue infiltrar na alma da gente,sem deixar marcas e sim lições.com o que escreve.Li ,Reli e aprendi mais uma vez ,com sua sabedoria e sensibilidade! Adorei!!!Obrigada pelo lindo presente de escrever tão belamente!

Anônimo disse...

Voce é uma dessas pessoas que fazem a diferença cara! Tanto é por isso que faz tanta falta aqui pra gente, saudades mano !!!
Abs, your brother !

Obs: trouxe novidades "harmonics" p/ vc ! rs

Andarilho disse...

Oooooooooooolá Anonimo e Brother!! Muito obrigado pelos comentários! Espero que vcs continuem curtindo as viagens.
Fabão saudades demais tb!! Temos q tomar uma cervexinha urgente qdo eu voltar, hehehe.. Valeu pelo presente, nao vejo a hora de ver. Absss

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...