Viaje neste blog

Publicidade

Com licença, senhor

29/03/2013

Um apelo para o uso correto da palavra

Já que estou vivendo bons dias de praia, nada melhor do que viajar em músicas praieiras. Alguns nomes de artistas e bandas automaticamente nos rementem à vida de frente pro mar. Um desses nomes é Ben Harper. Aqui vai uma canção não só viajante, mas também dona de uma letra excelente cheia de boa crítica social. Faz parte do disco "Flight for Your Mind" de 1995 - que só pelo título já faz alusão ao que a boa música nos propões. Segue a letra:




Excuse Me Mister
(Harper)

Ohhh...
Excuse me Mr, do you have the time?
Or are you so important that it stands still for you?
Excuse me Mr, won't you lend me your ear?
Or are you not only blind but do you not hear?
Excuse me Mr but isn't that your oil in the sea?
And the pollution in the air Mr, who's could that be?

So excuse me Mr, but, I'm a Mr too
And you're giving Mr a bad name, Mr like you
Now im taking the Mr from out infront of your name
Coz it's a Mr like you that puts the rest of us to shame
It's a Mr like you putting the rest of us to shame

I've seen enough Oh I have seen enough
I've seen enough to know I have seen too much

Excuse me Mr can't you see the children dying?
You say that you cant help them Mr your not even trying
Excuse me Mr, wont you take a look around
Oh Mr, just look up and you will, you will see what's coming down

Excuse me Mr but I'm a, I'm a Mr too,
Your giving Mr a bad name, Mr like you
Now I'm taking the Mr from out infront of your name
Coz it's the Mr like you that puts the rest of us to shame
It's a Mr like you putting the rest of us to shame

And I have, I've seen enough, I've seen and I've seen and
I've seen enough to know that I have seen too much
I've seen enough, Oh I have seen enough, to know,
I have seen too much

See coz Mr when you're rattling on heavens gate
By then it is too late
Coz Mr when you get there they don't ask what you saved
All they'll wanna know, Mr, is what you gave

So excuse me Mr, but I'm a Mr too,
And you're giving Mr a bad name Mr like... you
The Mr from out infront of you're name
Coz it's the Mr, Mr like you that puts the rest of us to shame
It's the Mr like you putting the rest of us to shame
(Ohh, ohh, ohh, ohh)
(Ohh, ohh, ohh, ohh)
Lord's it's a shame, oh it's a shame, shame, shame, shame...
Ohhh, ohhh, ahh

Vamos à andança...

O título dessa canção traz a palavra-chave da música toda: "mister". Essa palavra tem um significado bem próximo do que a palavra "senhor" tem em português. Quero dizer, o significado original da palavra. Afinal, hoje em dia chamamos qualquer pessoa mais velha de "senhor" ou "senhora" como uma forma de respeito - que muitas vezes é dispensada pelos senhores em questão que não querem parecer velhos. Mas "senhor" é muito mais do que alguém com idade maior que a nossa. "Senhor" é um indivíduo distinto, poderoso. Antigamente o termo era usado por súditos ao se referirem ao seu fidalgo. É quase um "majestade" só que em escala menor. Segundo o dicionário Priberam, senhor é aquele "que possuía honras, coutos ou vassalos; alguém de autoridade feudal". O próprio Deus foi traduzido como "Senhor" na Bíblia. Pra quê essa aula de português barata, você me pergunta? Porque ela tem tudo a ver com a crítica contida nessa letra ótima de Ben Harper. Com um balanço viajante e tranquilo, marcado pela bateria forte e uma guitarrinha suave, Harper canta os versos num misto de hip hop com folk, fazendo uso estratégico da repetição palavra "mister". Na primeira estrofe ele diz: "Com licença senhor, mas não é o seu óleo no mar? E a poluição no ar, de quem poderia ser?" Na próxima estrofe ele prossegue: "Com licença senhor, mas sou um senhor também. Você está dando ao 'senhor' um nome mau, senhores como você. Agora estou tirando o 'senhor' da frente do seu nome pois é um senhor como você que envergonha todos nós". O alvo das críticas de Ben Harper são os famosos engravatados da sociedade. São os que estão no topo da pirâmide e, mais precisamente, da cadeia alimentar. São aqueles que se consideram acima dos demais por que seus empregos de cinco dígitos pedem roupa social ou porque a placa do seu carro é preta é há um motorista humilde e honesto guiando-o. Esses distintos senhores - como gostam de ser chamados - são basicamente os donos de cada país. Se é verdade que 99% da riqueza do mundo está na mão de 1% da sociedade, então está na mão desses senhores. O problema é que, como afirmou o cantor, eles fazem mau uso do título "senhor". Se o dicionário está correto, o termo é usado para sujeitos que possuem honra e nobreza. Não nobreza material, mas principalmente espiritual. Senhores de verdade são aqueles que guiam os seus súditos; que lhes oferecem trabalho e uma vida decente em vez de apenas sobrevivência. Harper não dá descanso e continua: "Com licença, senhor, mas você não está vendo as crianças morrendo? Você diz que não pode salvá-los, senhor, mas você nem ao menos tentou". O desabafo vem em "eu já vi o suficiente pra saber que já vi demais". E esse é o pensamento de muita gente que sofre nas mãos dos soberanos do mundo moderno. Alguns dizem que o poder verdadeiro está na mão do povo. Concordo em parte. Afinal, se formos nos mobilizar para todo problema que precisa da atenção dos "Misters" vamos passar todos os dias nas ruas e vamos ficar bastante roucos. E se ficarmos roucos não poderemos cantar a estrofe final que encerra com majestosa glória e delicadeza a história: "Senhor, quando você for bater na porta do céu será tarde demais. Porque lá não irão te perguntar quanto você guardou. Tudo o que eles querem saber é o quanto você deu". Bonito demais. Seria ainda mais belo se servisse de lição para os poderosos políticos. Quem sabe se ouvissem Ben Harper eles passariam a usar o termo "senhor" de forma mais adequada ;)

Nunca ouviu?

Com licença, senhor. Escute:

2 comentários:

Anônimo disse...

Não conhecia e adorei a música. Vamos ver se aprendi a postar comentários aqui. Beijos da sua prima Ana.

Andarilho disse...

Heeeeeeeeeey Ana!! Muito obrigado pelo comentário. Deu certo sim!! Fiquei muito feliz com a visita. Saudades de vc. Um beijao!

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...