Mais um livro do Andarilho

Não consigo te entender

11/08/2012

Bandas boas nunca perdem sua essência

Outro dia eu estava conversando com um amigo do trabalho sobre a banda Offspring. Ele colocou uma proposição daquelas em que foi possível perceber que ele era grande fã da banda, mas estava desapontado com o rumo que o grupo tomou nos seus últimos anos e discos. Já ouvi várias vezes opinião similar - sinal de que realmente houve um algum deslize na trajetória criativa do grupo após seu estrondoso disco "Smash" (1994). Estou aqui para tentar mostrar - assim fiz com o Deep Purple - que houveram, sim, alguns momentos de elucidação máxima, mesmo após os anos áureos da banda. Essa aqui, por exemplo, faz parte do disco "Splinter", de 2003. Segue a letra:




(Can't Get My) Head Around You
(Holland/Noodles/Kriesel)

Deep inside your soul there's a hole you don't wanna see
Every single day what you say makes no sense to me
Even know I try I can't get my head around you

Somewhere in the night there's a light in front of me
Heaven up above with a shove, Abandons me
Even know I try I fall in the river of you
You've managed to bring me down too

All you're faking (Get Up, Get Up, Get Up, Get Up)
Shows you're aching (Get Up, Get Up, Get Up)

Every single day what you say makes no sense to me
Lettin' you inside, isn't right, you'll mess with me
I never really know what's really going on inside you
I can't get my head around you

All you're feeling (Get Up, Get Up, Get Up, Get Up)
Shows you're bleeding (Get Up, Get Up, Get Up)

Deep inside your soul there's a hole you don't wanna see
Covering it up like a cut with the likes of me
You know I've really tried, I can't do anymore about you

(Yeaaaaaaaaaaaaaaahh)
The cut's getting deeper (Yeaaaaaaaaaaaaaaahh)
The hill's getting steeper (Yeaaaaaaaaaaaaaaahh)

I guess I'll never know what's really going on inside you
I can't get my head around you

Vamos à andança...

"Smash" realmente é um disco absurdamente bom. Não a toa é considerado, ao lado de "And Out Come the Wolves" do Rancid e "Dookie" do Green Day - todos do mesmo ano - como os grandes responsáveis pela explosão Punk Rock que ocorreu nos anos 90. Entretanto, talvez por acaso ou algo em comum na receita, todas as bandas citadas sofreram declínios de sucesso após aquela época. Mas nenhuma delas deixou de produzir canções, no mínimo, ótimas. (Can't Get My) Head Around You é prova disso. Está ali tudo o que o Offspring sempre fez de melhor: uma levada que alterna momentos de calmaria com tempestades violentas, vocais rasgados de Dexter Holland, além dos backing vocals sempre inspiradores com seus gritos pontuais e, é claro, uma guitarra pesada e arregaçante de Noodles. Ela começa com Dexter cantando em seu estilo mais calmo - voz mais séria e grave do que o usual - ao som das cordas ao fundo preparando o terreno. Mas isso dura apenas poucos segundos e alguns versos, que dizem: "Dentro da sua alma há um buraco que você não quer ver. Todo dia as palavras que você diz não fazem sentido pra mim. Mesmo que eu tente, não consigo te entender". Logo há uma explosão rápida e violenta não recomendada à cardiácos, pois é tão rápida que leva menos de um segundo para colocar tudo à baixo. Holland passa a gritar em seu estilo consagrado versos cheios de raiva e desabafo com essa pessoa que, por algum motivo, o deixa maluco. Essa estrofe culmina num trecho ótimo, onde ele diz: "Todo seu fingimento!" e ao fundo ouvimos os backings que repetem: "Get Up! Get Up!" (Levante-se!). Mais a frente a música desce tão repentinamente quanto subiu, como uma montanha-russa viajando à 200 km/h e freando em 2 segundos. Numa nova subida a guitarra de Noodles solta filetes agudos num solo enfurecido e maravilhoso. Como se a adrenalina não fosse suficiente, mais à frente o mesmo solo aparece ao fundo enquanto o refrão é novamente gritado. É tanta energia que os 2 minutos e pouco de duração são muito pouco, e você irá querer ouvir de novo até estar saciado e liberto de toda e qualquer emoção negativa. Isso é o melhor do Offspring, prova de que, mesmo que encontre alguns percalços, a banda nunca perderá sua essência ;)

Nunca ouviu?

Não consigo entender! Escute:

Nenhum comentário:

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...