Leia também!

[LADO AB] Com uma ajudinha dos meus amigos

27/06/2012

Uma homenagem às pessoas importantes da vida

Fazia tempo que eu queria viajar sobre essa canção dos Beatles, uma das minha favoritas e certamente uma das melhores letras da carreira do FabFour, talvez pelo seu conteúdo: a amizade. Pra deixar a viagem ainda melhor, trago uma seção Lado AB com a famosa - e quase tão boa quanto - regravação por ninguém menos que Joe Cocker. A canção originalmente faz parte do lendário "Sgt. Peppers Lonely Hearts Club Band" de 1967. Segue a letra:




With A Little Help From My Friends
(Lennon/McCartney)

What would you think if I sang out of tune?
Would you stand up and walk out on me?
Lend me your ears and I'll sing you a song,
And I'll try not to sing out of key.

Oh, I get by with a little help from my friends,
Mm, I get high with a little help from my friends,
Mm, Gonna try with a little help from my friends.

What do I do when my love is away?
(does it worry you to be alone?)
How do I feel by the end of the day?
(are you sad because you're on your own?)

No, I get by with a little help from my friends,
Mm, I get high with a little help from my friends,
Mm, Gonna try with a little help from my friends

Do you need anybody?
I need somebody to love.
Could it be anybody?
I want somebody to love.

Would you believe in a love at first sight?
Yes I'm certain that it happens all the time.
What do you see when you turn out the light?
I can't tell you, but I know it's mine.

Oh, I get by with a little help from my friends,
Mm, I get high with a little help from my friends,
Mm, Gonna try with a little help from my friends.

Do you need anybody?
I just need someone to love,
Could it be anybody?
I want somebody to love.

Oh, I get by with a little help from my friends,
Mm, gonna try with a little help from my friends.
Oh, I get high with a little help from my friends,
Yes, I get by with a little help from my friends,
With a little help from my friends.

Vamos à andança...

Lembro como se fosse ontem da primeira vez que ouvi o disco "Sgt. Peppers Lonely Hearts Club Band", presente do meu irmão em algum aniversário passado. Talvez de 14 ou 15 anos. Quando a estrondosa primeira faixa do álbum terminou, dando início automático à With a Little Help From My Friends eu soube que minha vida não seria mais a mesma. A segunda faixa do disco era simplesmente épica. Um ritmo alegre, porém carregado de um tom melancólico trazido pela voz de Ringo Starr - em uma de suas melhores performances - dava à música toda uma magia única. Logo fiquei enfeitiçado pelo refrão, que dizia: "Eu conseguirei com uma ajudinha dos meus amigos. Eu vou tentar, com uma ajudinha dos meus amigos. Eu fico alto com uma ajudinha dos meus amigos". Cada backing vocal dizendo: "With a little help from my friends" trazia um sentimento especial difícil de ser descrito. Logo percebi que era a amizade. Não uma amizade comum. Muito menos do tipo que faz volume no Facebook. Esse tipo de música trata daqueles amigos realmente bons. Costumo chamá-los de brothers ou mestres, pois são de fato irmãos e professores da vida. Daquele tipo com quem você pode passar um dia inteiro conversando e depois perceber que ainda tinha muito pra falar. Do tipo que dá saudade de ver e tomar uma cerveja no meio da semana. Do tipo que você pode ficar dois meses sem ver, mas quando encontra parece que se viram ontem. É esse tipo de amigo que te ajuda, que te força a tentar, que te deixa alto. Amigos desse tipo não tem preço. Se você tem um desses, já pode se sentir eternamente abençoado. Dalai Lama uma vez disse: "Nunca me sinto solitário, pois tenho amigos muito próximos com quem posso contar sempre". E amigos desse tipo eram os Beatles. Por isso essa canção é tão verdadeira. Ringo Starr, o cantor da vez, disse emocionado numa cena inesquecível do documentário Anthology: "A história dos Beatles simplesmente foi a história de quatro amigos que se amavam muito". Está aí a explicação de por quê Beatles foi o que foi e dificilmente alguém vai superar. Por quê eles eram amigos. Parafraseando O Rappa, eles eram "a família que você escolhe pra viver". Se minha mente quase saltou da cabeça de bungee-jump quando ouvi With a Little Help pela primeira vez, o que posso dizer quando descobri que essa canção já era minha conhecida de longa data - e eu não sabia? Acontece que sou, assim como 99% dos cidadãos do mundo, fã do seriado "Anos Incríveis" e de seu protagonista Kevin Arnold. Demorou até que eu me tocasse que a canção de abertura, cantada pela voz avassaladora de Joe Cocker era a mesma canção Beatle. Na verdade descobri isso com uma ajudinha de um amigo ;) Ouvir a versão de Joe Cocker não só remete à um universo completamente adorável dos Anos Incríveis, mas te emociona até o cabelo da orelha. Isso por quê Cocker é conhecido por pegar canções famosa e transformá-las completamente, como se elas tivessem acabado de serem escritas. O que era alegre e simpático na voz dos Beatles deu lugar aos urros viscerais de Cocker e sua potente voz. No lugar dos backings felizes de Lennon e McCartney, entraram as famosas cantoras gospel que acompanham Cocker e seu ritmo soul. O resultado, como a amizade, é difícil de expressar em palavras. Um dos melhores momentos da versão Beatle ganha uma repaginada tocante, dizendo lentamente: "Você acredita em amor à primeira vista? Sim, tenho certeza que acontece toda hora. O que você vê quando apaga as luzes? Não posso dizer, mas sei que é parte de mim". Se Beatles diz, eu sei que é verdade e também acredito no amor à primeira vista. Mas mais ainda acredito no poder da amizade, aquele que pode transformar pessoas, faze-las acreditar e, sem dúvida, torná-las mais felizes. Agradeço a Deus por todos meus bons amigos e amigas e espero que você, que lê, lembre-se dos seus ao encerrar essa viagem ;)

Nunca ouviu?

[LADO A] A original maravilhosa dos Beatles, de 1967:




[LADO B] A emocionante regravação por Joe Cocker no ano seguinte:

Nenhum comentário:

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...