Sobre o Autor

Minha foto

Sou um homem em constante dualidade. Metade de mim queria ser um astro do Rock. A outra metade um monge budista. O resultado disso foi um blog que mistura John Lennon e Jesus Cristo e um livro chamado Heróis e Anônimos.

Garotinho do gueto

10/04/2012

Uma dura realidade em uma música especial

Ultimamente tenho ouvido bastante um dos novos nomes da música Soul e R&B. Conheci o som de John Legend no ano em que ele lançou seu disco "Wake Up", 2010, em parceria com a banda The Roots. Na hora, é claro, fui fisgado pelo excepcional cover de Hard Times do Mestre Baby Huey, mas aos poucos fui percebendo a quantidade de músicas sensacionais que haviam naquele disco. Essa é uma delas. Segue a letra:




Little Ghetto Boy
(Biddle/Douglass/Poyser/Thompson/Yusef)

Little ghetto boy, playing in the ghetto street
Whatcha' gonna do when you grow up
and have to face responsiblity?
Will you spend your days and nights in the pool room ?
Will you sell caps of madness to the neighborhood ?
Little ghetto boy
You already know how proud life can be
'cause you've seen so much pain and misery

Little ghetto boy
Your daddy was blown away
He robbed that grocery store
Don't you know that was a sad, sad old day ?
All your young life
You've seen such misery and pain
The world is a cruel place to live
and it ain't gonna change
You're so young
You've got so far to go on
and don't think you'll reach your goal
Young man, little ghetto boy, look at you

Little ghetto boy
When, when, when you become a men
you can make things change if you just take the stand
You gotta believe it yourself in all you do
You've gotta fight to make it better
then you will see how others will start believing to
Then, my son, things will start to get better

Everything has got to get better, Everything has got to get better

Vamos à andança...

Além da qualidade maravilhosa instrumental provida pelos The Roots; além da voz afinadíssima e empolgante de John Legend; outro ponto que me fez viajar no disco foi a escolha de músicas, em sua maioria, com apelo social. É o caso da sensacional já citada Hard Times. Porém em Little Ghetto Boy trocamos aquele swing alegre e embebedante por um tom mais triste, porém igualmente viajante. É meio que uma mistura de Soul com Blues, resultante numa sinergia absoluta. Legend canta com dor na voz a triste realidade do garotinho do gueto. Essa dura cena muitos de nós já vimos: as pequenas vítimas da sociedade e desigualdade que, cedo ou tarde, cairão no crime. O cantor destila versos reflexivos como: "O que você vai fazer quando crescer e tiver responsabilidades? Você vai gastar todos os seus dias jogando sinuca ou vendendo drogas na vizinhança?". Após uma série de frases, Legend sempre termina numa caída perfeita: "Little ghetto boy..." cuja instrumentação acompanha primorosamente. Enquanto a canção avança, vemos o ritmo se acelerar suavemente, enquanto John passa a cantar mais emocionado. Na estrofe final ele clama: "Garotinho, quando você virar um homem você pode mudar as coisas se quiser. Você precisa acreditar em si mesmo em tudo que fizer. Você tem que lutar pra fazer o melhor e você verá como os outros passarão a acreditar em você. Então, meu filho, você vai ver como as coisas vão melhorar..." Essa frase chave é quem chama um coro sensacional dos Roots que permanece ao fundo por muitos segundos repetindo suavemente: "Everything has got to be better". É tocante, assim como as histórias de tantos garotos do gueto por aí. Já que quase ninguém olha por eles, que eles sigam a lição de John Legend e lutem pra mudar o mundo pra melhor ;)

Nunca ouviu?

Conheça mais um garoto do gueto. Escute:

Nenhum comentário:

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...