Viaje neste blog

Publicidade

Envergonhe o diabo

16/11/2011

O mundo está esperando por você. Acorde!

E hoje mais um artista ainda inédito no blog dá as caras. A banda do guitarrista Robin Trower é uma das que mais têm monopolizado meu player, graças às suas viagens psicodélicas e bluseiras provenientes de uma banda de altíssimo nível, mas que conheci há pouco tempo. Essa faz parte de espetacular álbum "For Earth Below" de 1975. Segue a letra:




Shame the Devil
(Trower)

Theres a time, for living
And a time for love
Theres a time, for forgiving, yall
And a time to shove
Ohh theres more, won then lost
More hoping here to spare

And its waiting, waiting
Don't ya spend your
whole life hesitating
Come and tell the truth
Shame the devil

Theres more, light then dark
Honey shining down on you
More despair, then what you got
And baby you'll need the truth
This whole world, has had enough
Of people giving up

And its waiting, waiting
Don't you spend your
whole life hesitating
Come on tell the truth
Shame the devil

And its waiting, waiting
Don't spend your whole life hesitating
Come on tell the truth
Shame the devil

Don't you know that its
waiting, ah waiting
Don't you spend your
whole life hesitating
Come on, let loose
Shame the devil

Vamos à andança...

Outro dia eu estava conversando com meu amigo Alan Borges sobre rock and roll quando ele soltou a sábia observação: "O universo do rock é assim: quanto mais você pesquisa, mais você descobre que não sabe nada". Verdade. Robin Trower não me deixa mentir. Ouvi falar deles há uns 2 anos quando outro grande amigo, Cássio, me mostrou algumas de suas canções. Porém sempre há aquela diferente entre "ouvir" e "escutar". Então há alguns meses atrás decidi escutar o trio de verdade. Não deu outra. Fui arrebatado de vez pelo poder dessa banda. Eles fazem um som progressivo, misturado à um blues rock de primeira, ao melhor estilo Jimi Hendrix de viagem. Shame The Devil abre o terceiro disco da banda, com um riff potente destilado por Trower. No baixo, James Dewar também fuzila mantendo uma base forte. O baixista também é o responsável pelo vocal, dono de uma voz grave e afinação incrível. Assumo que a voz desse caboclo foi uma das primeiras coisas que me fez apreciar a sonoridade da banda. Ouça e me diga se não faz toda a diferença. Ele começa: "Há um tempo pra viver e um tempo pra amar. Há um tempo para perdoar, sim. E um tempo pra um empurrão. E há mais vitória do que derrota. E mais esperança disponível". Após esses belos versos, a bateria excelente de Bill Lordan, dá uma leve acelerada enquanto Dewar solta: "E está esperando, esperando. Não desperdice sua vida hesitando. Venha e diga a verdade! Envergonhe o diabo". Esse refrão é lindo. Sensacional - mais uma vez graças a voz grave do cantor. Ouvir esse: "Waiting, waiting..." é delicioso. A acelerada que culmina no "Shame the devil!" é de fazer despertar. Te faz acordar, fechar os olhos e virar a cabeça pra cima. É som que te domina e te traz boa energia. Uma dose de Robin Trower diária é mellhor do que açaí com guaraná; com um bônus de confiança e paz. Mais à frente, o trio reafirma: "O mundo já teve o bastante de pessoas desistindo. E está esperando por você". Ouvindo isso e com o solo de guitarra magnífico de Robin, você percebe que é o herói. Então dê o play e salve o mundo ;)

Nunca ouviu?

Envergonhe o diabo. Escute:

Um comentário:

Kleiton Perázio disse...

Um trecho desta letra foi citado no filme "A tempestade do Século". Resolvi pesquisar e caí aqui. Gostei do BLOG.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...