Leia também!

Cristo e Oxalá

14/11/2011

Música para embalar crenças - não importa qual

O Rappa é uma das mais interessantes bandas nacionais. Dentre os principais méritos do grupo, além da excelente instrumentação que mistura diversos estilos musicais sem perder a identidade, está o poder nas letras de cunho político e religioso. E soa muito bem essas crenças musicadas, como no caso dessa canção, do álbum "Lado A Lado B" de 2000. Segue a letra:




Cristo e Oxalá
(Yuka/Falcão)

La La La ra ra ra ram...

Oxalá se mostrou assim tão grande
Como um espelho colorido

Pra mostrar pro próprio Cristo como ele era mulato
Já que Deus é uma espécie de mulato.

Salve, Em nome de qualquer Deus, Salve
Salve, Em nome de qualquer Deus, Salve

Se eu me salvei, se eu me salvei
Foi pela fé, minha fé minha cultura, minha fé
Minha fé é meu jogo de cintura, minha fé, minha fé ééé

O Cristo partiu do alto do morro que nós somos
Rodeados de helicópteros que caçavam marginais
A mostrar mais uma vez o seu lado herói, herói
Se transformando em Oxalá, vice-versa tanto faz

A rodar todo de branco na mais linda procissão
Abençoando a fuga numa nova direção

Minha fé, é meu jogo de cintura, minha fé
Minha fé, é meu jogo de cintura, minha fé , minha fé ééé

La la la ra ra ra...

Vamos à andança...

O Rappa não nega sua base em crenças do Candomblé e do Cristianismo, ambas fés populares e enraizadas a fundo na cultura brasileira, sobretudo nas camadas sociais mais humildes. E como o grupo carioca preza em suas poesias também pelos menos favorecidos, fundir os dois elementos - política e religião - não seria nada estranho. E nas mãos de uma banda tão competente resulta numa viagem absolutamente incrível. Cristo e Oxalá tem uma das pegadas mais viajantes dO Rappa, com uma bateria forte desde o começo e uma guitarra pesada que assume as rédeas da viagem no refrão, denso e emocionante. Essa guitarra é um dos pontos mais fortes da instrumentação que também conta com um baixo marcante de Lauro Farias e vocalizações interessantes de Marcelo Falcão. Além dessas vocalizações, a música é permeada por trechos em que uma mulher recita frases típicas de um culto do Candomblé. Aproveitando a deixa, Falcão inicia: "Oxalá se mostrou assim tão grande como um espelho colorido pra mostrar pro próprio Cristo como ele era mulato. Já que Deus é uma espécie de mulato". A frase apesar de poder gerar conflito entre as religiões resume a crença da banda na virada: "Salve, em nome de qualquer Deus. Salve!" que depois é emendada por um dos trechos mais bonitos: "Se eu me salvei foi pela , minha fé, minha cultura, minha fé é meu jogo de cintura". Até aqui já deu pra pegar qual é a ideia da banda. Algo que a própria filosofia clássica já debateu: a de que todas as religiões são válidas como um caminho que visa aproximar o homem de Deus. Daí o nome da música. Cristo e Oxalá são as duas figuras máximas da fé cristã e dos orixás, respectivamente, que numa visão unificada de religião podem significar a mesma coisa. Como diria Merlin em "Brumas de Avalon": tudo veio do Uno, a causa inicial de tudo, o Pai de todos. O refrão então culmina essa ideia numa explosão de Falcão, cantando emocionante: "O Cristo partiu do alto do morro que nós somos rodeados de helicópteros que caçavam marginais. A mostrar mais uma vez o seu lado herói, se transformando em Oxalá, vice-versa tanto faz. A rodar todo de branco na mais linda procissão abençoando a fuga numa nova direção". Esses versos acompanhados da citada guitarra e das bateriais aceleradas do também compositor Marcelo Yuka criam todo um clima místico e precioso pra canção que ilustra uma fuga dos "marginais" na favela para sobreviveram a mais um dia de caça - graças a benção do Cristo-Oxalá. Afinal, como ele disse antes: "Se eu me salvei foi pela fé". E com fé e jogo de cintura é que sobrevivemos a cada dia no mundo de hoje ;)

Nunca ouviu?

Tenha fé. Escute:

2 comentários:

Joás Lima Vórtice disse...

eu tenho um audio dessa musica que falcao canta uma expressao no final que nao sei e gostaria de saber o que segnifica, akgo como: "yoron oni tu gue pá" claro, nao sei se é assim. agradeceria se alguen me dissesse.

x LETAGLIA x disse...

Salve Joás
Quase três anos depois e me deparo com sua dúvida. Apesar da demora, estamos aí.
Nesse trecho da música Cristo e Oxalá na versão acústica ele diz:

you're all i need to get by (você é tudo que eu preciso para sobreviver)

É o nome de uma música do Marvin Gaye
Que pode ser interpretada como uma música romântica ou religiosa. De qualquer forma, fala de amor.

Abraço

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...