Viaje neste blog

Publicidade

Pensando em você garota

26/10/2011

Não importa onde, nem quando, nem como. Fernando Noronha faz chorar

No primeiro BeatCast - especial sobre os Beatles - meu amigo Thomas falou algo interessante que acontece com muitos ouvintes. O quesito "não-linearidade". Ou seja, aquilo que acontece quando conhecemos uma banda por meio de determinado disco, mas quando pesquisamos a fundo ouvimos outro disco do final da carreira, depois algo do começo e, mesmo sem uma ordem cronológica definida, achamos todos igualmente muito bons. É o que aconteceu também com Fernando Noronha & Black Soul. Conheci a banda pelos seus últimos discos, porém recentemente encontrei o "Swamp Blues", o primeiro disco deles, datado de 1997. Impressionante ver como é tão absurdamente bom, como todos os outros. Confira se estou mentindo. Segue a letra:




Think about you baby
(Noronha)

Tell me baby
What you're gonna do
When you get
Into your room

Think about you, baby
Every night
And every day

Its been so long
Since you' ve been gone
I've been trying to carry on

Think about you, baby
Every night
And every day

I try to forget you
Trying hard!
I just can't do it
To deep in my heart...

Think about you, baby
Every night
And every day

Vamos à andança...

Essa canção é o ponto mais alto do disco "Swamp Blues" que é por inteiro sensacional. Ou seja, Think About You Baby é sobre-humana. Lembra um pouco o balanço de Driftin', porém enquanto esta última soa mais alegre e positiva, a canção de hoje é um blues com seu tema mais puro e tradicional - entenda-se: narrador sofrendo com a falta da amada que se foi. A letra de Noronha é simples, porém profunda. Sua encarnação vocal então, torna a música uma experiência única. É audível o sofrimento desse narrador. É música com sentimento. Mas antes de falar da letra em si, é bom observar o grande responsável pela viagem músical: o balanço da guitarra de Noronha. Ele abre com esse riff suave, emaranhado e ondulante, que forma a base inebriante junto com o baixo de Chico Preto e a bateria de Alexandre Loureiro - ambos integrantes que sairam da banda algum tempo depois. Mas o legado está ali. Esse instrumental criado pelo grupo já vale o ingresso, mas como dito acima, Noronha acrescenta sua pitada de mestre com uma letra suave e emocionante - a mesma receita infalível de On The Road, por exemplo. Ele começa: "Diga-me baby, o que você vai fazer quando entrar no seu quarto? Eu penso em você, garota, toda noite e todo o dia". Esse verso final encerra todas as estrofes e seve como refrão. Assim que ele acaba, a guitarrinha volta a ganhar destaque e a intrumentação te leva pra passear. Ele prossegue, com dor: "Já faz muito tempo desde que você se foi. Estou tentando seguir minha vida. Penso em você, garota, toda noite e todo o dia". A estrofe a seguir é a mais emocionante, com Noronha forçando a voz na hora exata e possivelmente fazendo o ouvinte chorar. Prepare o lenço: "Eu tento te esquecer, tento árduamente. Simplesmente não consigo, está muito fundo no meu coração. Penso em você, garota, toda noite e todo o dia". Esse "To deep in my heart..." é difícil de ouvir e se segurar. Traz a tona dores internas, porém dissolve elas nos acordes do balanço que, ao fundo, continua incansável e segue até o final. Incansável como o coração desse blues man ;)

Nunca ouviu?

Pensando que você devia ouvir toda noite e todo dia. Escute:

Um comentário:

Culpada! disse...

Every night and every day. ..

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...