Viaje neste blog

Publicidade

[LANÇAMENTO] Foo Fighters' Wasting Light

30/06/2011

Foo Fighters mostram por quê ninguém é páreo pra eles

Mais um aguardado disco chegou as lojas nos últimos meses. Dessa vez estamos falando de uma das maiores bandas dos últimos anos e certamente umas das mais queridas e aguardadas no Brasil: Foo Fighters. "Wasting Light" começou fazendo barulho desde o começo, quando foi disponibilizado (ou seria "vazado"?) para ser ouvido na íntegra na internet e recebeu críticas deveras positivas da imprensa especializada. Uma das melhores canções do disco você conhece e viaja nela agora. Segue a letra:




Dear Rosemary
(Grhol)

You got away, got away, got away from me
Now get away, get away, get away from me
I couldn't grow just living in the shadow
Where do you go when no one's following you?

You ran away, ran away, it was right on cue
Shall I go on, and on, and on, and on, and on, and on with it

Rosemary you're part of me
You know (you are you are you are)
Rosemary you're part of me
You know (you are you are you are)
Rosemary please pardon me

Truth ain't gonna change the way you lie
Youth ain't gonna change the way you die
Dear rosemary
Dear rosemary

You got away, got away, got away with things
You got away, got away, got away with things
False starts young hearts get shattered
Pick up the pieces coming down around you

You ran away, ran away, it was right on cue
Can I go on, and on,and on, and on, and on, and on with it?

Rosemary you're part of me
You know (you are you are you are)
Rosemary you're part of me
You know (you are you are you are)
Rosemary please pardon me

Truth ain't gonna change the way you lie
Youth ain't gonna change the way you die
This was no ordinary life (This was no ordinary life)
This was no ordinary lie (This was no ordinary lie)

I'm here from now on
But once I'm gone,
I'm gone

Truth ain't gonna change the way you lie
Youth ain't gonna change the way you die
Dear Rosemary (Dear Rosemary)
You're part of me (You're part of me)
Dear Rosemary (Dear Rosemary)
Please pardon me (Please pardon me)

You got away, got away, got away from me
Now get away, get away, get away from me

Vamos à andança...

Falando em crítica especializada já li até o seguinte comentário sobre o disco: "O melhor trabalho da banda desde 'The Colour And the Shape'". Mesmo eu não concordando com esse tipo de colocação que não se decide se rasga a seda de uma vez ou se deixa ela pendurada pela metade, é de se convir que "Wasting Light" é um belo disco de ponta a ponta. O maior mérito da carreira dos Foo Fighters, à meu ver, é a capacidade incrível de não ter inimigos. Já vi gente falar mal até de Beatles (cortei relações com esse tipo de gente, é claro), mas nunca ouvi a menor crítica negativa do Foo Fighters. E prova viva disso é esse próprio andarilho ouvinte que nunca foi grande fã da banda, mas que tem lá seus "Nothing Left to Lose" e o "1995" na prateleira. É uma banda de respeito e Dave Grohl é, sem dúvida, um dos grandes gênios musicais da nossa era e que carrega outro grande fator à seu favor: o bom humor, como mostra o ótimo clipe promocional da canção Walk, que encerra este "Wasting Light" com chave de ouro, numa balada empolgante. Outros pontos altos ficam com a rápida e enérgica abertura de Bridge Burning, a bem trabalhada e viajante Arlandia, que conta com um refrão grudento e a dolorida I Should Have Know. Todas as faixas têm uma produção de nível alto num trabalho mais do que meticuloso, visto que a gravação do disco foi na própria garagem de Dave, com equipamentos 100% analógicos. Coisa de quem tem prazer em trabalhar na música em sua forma mais crua - ou coisa de maluco, se você preferir. Mas o pico, certamente, está na terceira faixa, Dear Rosemary, que carrega um balanço ótimo conduzido pela guitarra de Chris Shiflett. É revigorante ouvi-la parar e acelerar diversas vezes junto com a voz de Grohl "On... And on... And on... And on..." O refrão trás altos níveis emocionais com o vocalista fazendo a bela declaração à tal Rosemary: "Querida Rosemary, você é parte de mim" e os ótimos backing que completam: "Você sabe que você é". O final da peça também merece destaque com o baixo de Nate Mendel se sobressaindo ligeiro. São por músicas assim que volto a afirmar o que coloquei acima e o que se comprova com mais um disco excelente pra discografia altamente competente da banda: Foo Fighters não possuem inimigos ;)

Dica: A Fnac vende o disco por R$24, preço bom para lançamento ;)


Nunca ouviu?

Apresento-lhe a querida Rosemary. Escute:

Nenhum comentário:

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...