Viaje neste blog

Publicidade

A grama é mais verde do outro lado

30/05/2011

Ou a sua grama já é a mais verde? Descubra com o blues

A lição de hoje vem com o grande bluseiro Nuno Mindelis. Estou ouvindo bastante o disco "Blues on the Outside" de 2000, que é sensacional do início ao fim. A música de abertura trás uma viagem interessante, a qual repasso à vocês. Segue a letra:





The Grass Is Greener
(Mindelis)

All my life, I've been looking
Looking for something better
Better than what I've got

All my life, I've been looking
Looking for something better
Better than what I've got

A city less crowded no traffic no smog
An ocean view with a hammock
where I could sleep like a log

All my life, I've been looking
All my life, I've been looking

The grass is greener on the other side
Yeah that's what I've been told
And I'm gonna find that place
Before I get too old

The grass is greener on the other side
Yeah that's what I've been told
And I'm gonna find that place
Before I get too old

All my life, I've been looking
Looking for something better
Better than what I've got

All my life, I've been looking
Looking for something better
Better than what I've got

Now I lost my new job
My lawyer is screwing my wife
Bank took my house and my car and
A black cloud is raining on my life

All my life, I've been looking
All my life, I've been looking

The grass is greener on the other side
Yeah that's what I've been told
And like a damn fool I believed it
Now I'm getting lonely and old

The grass is greener on the other side
Yeah that's what I've been told
And like a damn fool I believed it
Now I'm getting lonely and old

Vamos à andança...

Muita gente provavelmente já ouviu aquela frase, vinda - como diria minha vó - da "sabedoria dos antigos" que diz: "A grama do vizinho sempre é mais verde". Essa frase serve pra ilustrar quando uma pessoa sempre, ou quase sempre, não dá valor para o que tem. Fazemos isso o tempo todo: nosso emprego nunca é bom, nunca temos o dinheiro que precisamos, nosso país é sempre o mais corrupto... Tá bom, o Brasil é mesmo o mais corrupto, mas e quanto ao resto? Será que a grama do vizinho é sempre mais verde? Será que os outros estão sempre melhores do que nós? Baseada nessa questão, Nuno Mindelis tece essa história interessante, narrada em primeira pessoa. É difícil os músicos pensarem nisso, mas nessa canção Nuno encarna o personagem que pensa errado. Ele usa o exemplo ruim para mostrar a lição no final. Isso deixa a canção ainda mais bacana. Começa com uma introdução ótima e ele recitando: "Toda minha vida eu procurei por algo melhor do que eu tenho: uma cidade menos congestionada, menos poluída, uma vista para o mar com uma rede onde eu poderia dormir como uma pedra". Logo ele culmina no refrão: "A grama é sempre mais verde do outro lado, e eu vou achar esse lugar antes que eu fique muito velho". Até esse ponto você até torce pelo personagem, supondo que ele encontrará, de fato, o lugar ideal para viver, afinal é um ritmo tão bom de ouvir, o que pode dar errado? Mas Nuno é implacável. Conforme a música evolui, com a instrumentação impecável de Nuno, o refrão se transforma em: "A grama é sempre mais verde do outro lado. É isso que eu disse e como um idiota eu acreditei, agora estou ficando velho e sozinho". Essa é a moral. O personagem tanto se esforçou para obter o "ideal" que se esqueceu do que tinha: "Agora perdi meu emprego, meu advogado está comendo minha esposa, o banco tomou meu carro, minha casa e uma nuvem negra está seguindo minha vida". Esse é resultado daquele que esquece de valorizar o que tem. Mas atenção: não confunda "valorizar" com "se acomodar". É claro que devemos sempre buscar algo mais, mas o fundamental para alcançar esse "mais" é ser grato pelo que já temos ;)

Ensinamento Zen por tabela:

"Eu reclamava por não ter sapatos.
Conheci um homem que não tinha pés"


Nunca ouviu?

Essa aqui tem a grama bem verdinha. Escute:

Nenhum comentário:

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...