Viaje neste blog

Publicidade

Cadeira de balanço

11/05/2011

O andarilho contra um de seus piores inimigos

Um dos símbolos mais fortes com significado totalmente oposto ao Andarilho é a Cadeira de Balanço. Sim, aquela inofensiva cadeira com pés em curva na qual nossas avós tricotavam enquanto balançavam vagarosamente pra frente e pra trás é, na verdade, nosso maior inimigo: a acomodação. Como bons andarilhos, vamos andar pra longe delas. Explicando melhor, uso uma canção do Oasis, que trás uma bela viagem. É do sensacional disco "The Masterplan", de 1998, cuja canção título já rendeu uma ótima viagem. Segue a letra:




Rockin' Chair
(Gallagher / Griffiths)

I'm older than I'd wish to be
This town holds no more for me
All my life I try to find another way
I don't care for your attitude
You bring me down, I think you're rude
All my life I try to make a better day

It's hard enough being alone
Sitting here by the phone
Waiting for my memories
To come and play

It's hard enough sitting there
Rockin' in your rockin' chair
It's all too much for me to take
When you're not there

It's hard enough being alone
Sitting here by the phone
Waiting for my memories
To come and play

Vamos à andança...

A primeira vez que percebi que a cadeira de balanço ia contra os ideais andarilhos foi assistindo o famoso e ótimo vídeo de auto-ajuda "Sunscreen" (Filtro Solar). Em um dos trechos, o narrador ensina: "Cuide bem dos seus joelhos, você vai sentir falta deles quando eles não funcionarem mais". A imagem em movimento, fecha-se lentamente numa cadeira de balanço vazia por alguns segundos. Ao ver essa cena percebi que uma cadeira de balanço não é só uma cadeira. Ela é sinal de que você está sentado, acomodado, fingindo que se move com seu balanço, enquanto deveria se mover de verdade. Enquanto deveria andar. Nessa canção, Liam Gallagher declama, emocionante, o conflito interno que sente por viver sozinho e longe de uma pessoa com quem teve uma relação complicada: "É muito difícil ficar sozinho sentado aqui ao lado do telefone. Esperando pelas minhas memórias tocarem. É muito difícil sentar lá, balançando em sua cadeira de balanço. É muito difícil para mim fazer isso quando você não está lá". Tudo isso vem com um rítmo excelente e uma instrumentação envolvente, típica de Oasis, sobretudo graças à guitarra de Noel Gallagher, destruindo ao fundo. Para eles também a cadeira de balanço representa a acomodação: estar sentado confortável, porém em meio a solidão, a angústia e principalmente, ao "que poderia ter sido". Ao invés de pensar no que poderia ter sido, faça acontecer. Ouça essa bela canção e não deixe se levar pelo conforto da cadeira de balanço. Não sente-se, não finja um movimento. Mova-se de verdade! Continue andando, viajando e indo atrás de sempre mais ;)

Nunca ouviu?

Levante-se. Escute:

Nenhum comentário:

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...