Leia também!

Dê uma volta

06/01/2011

Quando penso numa banda completa, onde todos os integrantes dominam seus instrumentos em um nível no mínimo PhD, me vem à cabeça algumas seletas bandas. Dentre elas, na parte do Hard Rock a grande representante é Mr. Big, que costumo traduzir como a parfeita combinação entre bateria, guitarra e baixo. Essa daqui é do primeiro disco deles, entitulado também como "Mr. Big", lançado em 1989. Segue a letra:





Take A Walk
(Gilbert/Martin/Sheehan)

Equal opportunity knocked
Twice too late to stay on top of it all
All for one, one for all
Push me pull me way to far
One way or another someone's gonna take
The fall, you better look at yourself

When you put your foot down baby
You stomped down on me
You made your last point darling
It's all i can take

Take a walk-
Take a long and lonely walk
You better think about it
Come back with a whole new start
Cause-i wash my hands
Of you and your plans to take over
Take a walk-

A lover's crime and punishment
Is do this, do that, and put your eyes
Back in your head
Let's play house instead
You complain about everything
You're not happy 'til the chain's
Wrapped 'round my leg.
It's about time for a change

When you put your foot down baby
You stomped down on me
Too much is enough now baby
It's all i can take, so!

Take a walk-
Take a long and lonely walk
You better think about it
Come back with a whole new start
Cause-i wash my hands
Of you and your plans to take over
Take a walk-

Vamos à andança...

Uma música que possui o verbo "andar" já merece ser olhada com outros olhos. Considere também que seus respondáveis são mestres elevados que tocam absurdamente bem. Adicione o fato de que eles tocam o bom e velho rock and roll e pronto: a viagem é certa. Take a Walk faz o álbum de estréia do Mr. Big ter um som especial. O aquecimento traz a guitarra pesada e primorosa de Paul Gilbert que logo introduz Billy Sheehan, um dos meus baixistas favoritos e Pat Torpey com suas pauladas agressivas na bateria. O riff encorpado e bem acompanhado, por sua vez apresenta Eric Martin com seu vocal agudo rasgado sempre muito competente. Essa canção é cantada com uma pontada de raiva, além do jeito sarcástico de Martin. Isso já explica-se pelo título: "Dê uma volta", onde o narrador diz, de forma polida, o nosso clássico: "Vá à merda" ou simplesmente: "Vá passear". Olhe o por quê na segunda estrofe: "Quando você abaixou seu pé e pisou em mim, querida, você marcou seu último ponto. É tudo que posso aguentar". Daí entra o refrão num ritmo bom demais: "Dê uma volta. Dê uma longa e solitária volta, é melhor você pensar à respeito. Volte com um novo começo, pois eu lavo minhas mãos de você e seus planos de dominar. Dê uma volta". As frases "Take a walk" pausadas são realmente excelentes em seu timing e ao fundo ainda ouve-se uma voz muito grave repetindo a frase lentamente; algo que o Guns N'Roses chegou a fazer 2 anos depois em Bad Apples e que resulta num efeito deveras inspirador. Eric Martin ainda dá uma esgoelada fenomenal em "put your eyes Back in your heeeeeeead" ("Pôs seus olhos atrás da sua cabeça") - algo que só os melhores vocalistas ousam fazer. Tudo isso com o baixo de Sheehan comendo solto ao fundo. Depois de ouvir, só dando uma volta mesmo pra digerir com calma um som tão bom ;)

Nunca ouviu?

É melhor você dar uma volta nessa. Escute:

3 comentários:

Danusa disse...

Rsrsrs e eu muito cantei enquanto via o clipe de "Wild world" um clássico da MTV...rsrsrs

Tadinho do vocalista ..vc escolheu a foto mais andrógena dele...=P

Fazia um tempão q não entrava aqui..gostei da mudança de fundo do post em si...a imagem ao lado q me assustou um pouco...

Sempre muito bom esse menino andarilho

Um beijo!

Danusa disse...

Hummmm ... e "To be with you" ..poxa senti até a naftalina...

Andarilho disse...

Haha... Foto Andrógena é boa. Além de andrógeno eu acho que a voz dele tb tem um quê feminino. Não que isso seja ruim, mas é uma peculiaridade do Martin. Essas são saudosas mesmo, muito boas.

Obrigado pelos comentários menina.

A imagem ao lado é uma ilustração presente no disco Led Zeppelin IV, que não tem nome, nem nada escrito, além desse velho e a letra de Stairway do Heaven. Coisa de nerd ;)

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...