Viaje neste blog

Publicidade

[LANÇAMENTO] Jack Johnson' s To The Sea

28/10/2010

Jack Johnson lançou seu novo CD este ano. Desde que o comprei quero dedicar um post exclusivo à esse novo trabalho dele. Finalmente consegui! Quem me conhece sabe que sou bastante fã do surfista e procuro acompanhar todos os seus trabalhos. O melhor de tudo é que ele nunca me decepciona. "To The Sea" lançado em 2010 é maravilhoso. Pra falar dele, selecionei aqui uma das melhores canções. Segue a letra:




From The Clouds
(Johnson)

Oh, you're such a pretty thing
I'll take you and I'll make you all mine.

I will steal you from this patient world
Let it chase us,
It could never take you back.

We could watch it from the clouds,
We can't stop it anyhow,
It's not ours.
We could watch it from the clouds,
We can't stop it anyhow,
It's not ours.

I know you know me well enough to know I'm lucky to have you.
But oh, it's just the little things,
The words that I should tell you all the time.

Like, You're so sweet to me,
When you beat me in double solitaire.
You're so sweet to me,
In a world that's not always fair.

We could watch it from the clouds,
We can't stop it anyhow,
It's not ours.
We could watch it from the clouds,
We can't stop it anyhow,
It's not ours.

The more love that you feel,
The more your little heart will ache.
Love's the only thing that carries on,
It's the only thing this world can take.

This love is ours.
This love is oooooooo..

Oh, you're such a pretty thing,
I'll take you and I'll make you all mine.


Vamos à andança...

Ouvir From the clouds é saber bem o que esperar desse álbum. Amizade, amor e alegria. Esses três sentimentos são os principais pilares desse mais novo trabalho da carreira impecável de Jack Johnson. Surfar, tocar violão e namorar faz bem ao cara. Faria bem a qualquer um, na verdade. Mas que ele sabe colocar tudo num violão muito bem, ah, isso sabe. No post de sua música Go On, do disco anterior "Sleep Through the Stactic", comentei que num primeiro momento achei aquele trabalho um pouco lento, talvez reflexivo demais. "To the Sea" é a exata resposta à isso. Johnson nos presenteia com um álbum alegre, positivo, e simplesmente muito bom de ouvir. O arranjo de From the clouds, especialmente estruturado com o piano e o baixo traz um clima feliz, quase circense, perfeito pra canção de amor que se seguirá. Jack começa com uma frase especial: "Oh, você é uma coisa linda. Eu vou te pegar e te fazer toda minha". A voz sempre boa e tranquila do cantor continua: "Eu te roubaria desse mundo paciente, deixaria ele nos perseguir e nunca te levaria de volta". Após mais trechos instrumentados ótimos, o refrão dá uma leve acelerada: "Nós poderíamos assistí-lo das nuvens. Não podemos pará-lo de forma alguma. Ele não é nosso". Quanto mais Johnson canta, mais nos envolvemos nessa "nuvem-sonora" que remete a tantas coisas boas como o céu, o calor e o mar. Aos poucos ele entrega a real chave da canção, já que o "mundo não nosso", o que importa é que o amor é. E acompanhado de suaves backing vocals vamos flutuando ainda mais: "This love is ours, uhhh-hu-huuu" ("Esse amor é nosso"). Se essa canção é tão boa e trás tantas boas emoções, o que dizer de um disco cheio de canções assim? Esse é "To the sea". Ouça, relaxe e sorria. Canções como The Upsetter, At or With Me e o single You and your heart, fazem desse um trabalho único. Destaco particularmente também a carta de amor My Little Girl e a balada lenta No good with faces, essa última talvez a única que ainda carregue um pouco da leve tristeza do disco anterior. "To the Sea" Não chega a ser a obra-prima que foi "In Between Dreams" mas de tão maravilhoso aloca-se apenas um nível abaixo deste. Junto com todos os outros álbuns de Jack Johnson ;)

Dica: comprei o meu no Submarino, por R$24,90, um preço até que aceitável por se tratar de um lançamento.

Nunca ouviu?

Entre nessa nuvem de som e alegria. Escute:

Nenhum comentário:

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...