Viaje neste blog

Publicidade

Você é tudo que eu tenho essa noite

27/09/2010

Essa banda aqui está fazendo parte da alta onda de músicas diferentes que tenho ouvido esse ano. Apesar de tê-la conhecido há 4 anos atrás, foi recentemente que ela me cativou, com seu disco de estréia, auto-entitulado: The Cars, de 1978. Segue a letra:





You're All I've Got Tonight
(Ocasek)

I don't care if you hurt me some more
I don't care if you even the score
You can knock me and i don't care
You can mock me and i don't care
You can rock me just about anywhere

It's alright
'Cus you're all i've got tonight
You're all i've got tonight
You're all i've got tonight
I need you tonight

I don't care if you use me again
I don't care if you abuse me again
You can make me i don't care
You can bump me i don't care
You can love me just about anywhere
It's alright

It's alright
'Cus you're all i've got tonight
You're all i've got tonight
You're all i've got tonight
I need you tonight

Vamos à andança...

Conheci essa banda quando ouvi o Grande Brother Jack Johnson fazendo um cover da mesma, em seu show aqui no Brasil, em 2006. Perdi o show. Não quero falar sobre isso. Pra me vingar vou falar é dos Cars. E falando em carro, desde a primeira vez que ouvi essa canção, sinto algo relacionado à motores e velocidade e potência, ao ouvi-la. Há um dispositivo em alguns carros esportivos com uma função bastante interessante. Esse apetrecho ficou famoso graças à filmes com mulheres semi-nuas e atores capilarmente prejudicados, e ganhou o apelido de NOS, mas se você, como eu, é das antigas, ainda o chama de NITRO, graças aos video-games clássicos. O nome não vem ao caso. O que importa é que esse aparato, quando acionado, multiplica a velocidade, a emoção e à viagem da brincadeira. Os Cars fizeram exatamente isso nessa música. Acionando uma combinação de botões do teclado, esse refrão ganha subtamente uma emoção indescritível, capaz de trazer lágrimas ao canto dos olhos daqueles que estão ouvindo e prestando atenção na história desse narrador carente. Ele não se importa se a menina vai machucá-lo - de novo. Nem se ela vai usá-lo ou abusá-lo de novo. Pois naquele momento, tudo que ele precisa é ficar com ela. Só naquela noite. Como ele diz sarcástico: "I need you. Tonight!". Sensacional, e graças ao turbo tecladístico, emocionante demais ;)

Nunca ouviu?

Aperte os cintos e ouça Cars. Escute:

Um comentário:

Alan Silva_ disse...

Muito foda seu blog, achei por acaso, estava procurando uma capa do CD do Deep Purple e acabei chegando aqui...você esta de parabéns

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...