Viaje neste blog

Publicidade

A minha vida é o Rock 'N' Roll

01/09/2010

Por muito tempo da minha vida pré-adulta quando alguém me perguntava que música nacional eu apreciava eu respondia: "Velhas Virgens. E só." Hoje, sou um cara um pouco mais aberto à outros sons. Só um pouco, mas a banda brasileira continua sendo a minha preferida disparada. Essa já apareceu aqui no Especial à todos os roqueiros e faz parte do primeiro álbum deles, "Foi bom pra você", de 1995. Segue a letra:




Minha Vida É Rock 'n' Roll
(O. Vecchione / C. Vecchione)

Não tenho culpa se você engordou
Não vá pensando que eu vou me casar
Mulher de músico é a música
E o meu amor é o Rock’N’Roll

E por favor não me procure mais
Eu só quero é viver em paz
Não me obrigue a me suicidar
A me matar por Rock 'N' Roll

Eu só penso em Rock 'N' Roll
Eu só transo Rock 'N' Roll
Eu só respiro Rock 'N' Roll
A minha vida é o Rock 'N' Roll

Na sua casa eu não entro mais
Sua família te mimou demais
Eu não vou ser mais um capricho seu
Eu quero mesmo é Rock 'N' Roll

E a minha hora ainda não chegou
Eu sou livre como um passarinho
Eu só gosto de voar sozinho
A Minha vida é o Rock 'N' Roll

Na sua casa eu não entro mais
Sua família te mimou demais
Eu não vou ser mais um capricho seu
Eu quero mesmo é Rock 'N' Roll

E a minha hora ainda não chegou
Eu sou livre como um passarinho
Eu só gosto de voar sozinho
A Minha vida é o Rock 'N' Roll

Eu só penso em Rock 'N' Roll
Eu só transo Rock 'N' Roll
Eu só respiro Rock 'N' Roll
A minha vida é o Rock 'N' Roll
Rock 'N' Roll
A minha vida é um Rock 'N' Roll

Vamos à andança...

Essa canção é, na verdade, um cover da renomada banda Made In Brazil que por sua vez é uma versão brasileira de um hit do americano Bob Seger. Além disso, essa versão dos Velhas Virgens ainda tem a participação especial do vocalista do Made in Brazil, também letrista Oswaldo Vecchione. Só isso já mostra um pouco do nível que estamos tratando. Os irmãos Vecchione criaram uma letra um tanto engraçada sobre um cara completamente avesso ao casamento ou qualquer relacionamento que possa afastá-lo do seu verdadeiro amor: o rock and roll. Haha, dou risada sempre que escuto, como a maioria das músicas das Velhas. Entenderei se algumas mulheres não gostarem, mas a idéia é só dar uma descontraída. E taí um dos principais motivos que me fizeram me tornar tão fã dessa banda independente e coloca-la acima de qualquer outra nacional: esse espírito desprendido que eles carregam. Pra quê levar tudo tão à sério? Por quê não tocar um rock and roll, falar besteira e dar risada? Às vezes temas musicais sobre política, conflitos internos e tristeza cansam. Amor não cansa, fato. Mas para todo o resto a saída é levar na brincadeira, e é isso que Velhas Virgens faz, com maestria. Muita maestria, mostrada em todos os seus elementos intrumentais. Nessa música, por exemplo, uma guitarra começa invocada, e a bateria inicia sua série de pancadas fortes ao som do poderoso dueto entre Paulão de Carvalho e Oswaldo Vecchione. A música é cheia de versos e rimas engraçadas mas o que interessa é sempre o último verso que termina numa declaração absoluta de amor: "A minha vida é o rock and roll". Destaque quando a instrumentação pára e a galera vibra após cada verso: "Rock and roooll! Rock and roooll!" Música de primeiríssimo nível cuja viagem encerro repetindo meu verso preferido, justamente por ser o mais engraçado: "eu só transo rock and roll" ;)

Nunca ouviu?

Declare seu amor ao rock também. Escute:

Nenhum comentário:

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...