Viaje neste blog

Publicidade

Mostre-me Como Viver

13/08/2010

Comprei há umas duas semanas o primeiro CD do Audioslave. Ao admirar a qualidade impecável do som da banda me veio o pensamento de que eu nunca havia escutado-os com a devida atenção. Tarde demais. Eu poderia ter sido um dos maiores fãs do Audioslave se tivesse escutado o som deles na hora certa. Tudo bem que me tornei fã de Beatles 40 anos depois deles surgirem, mas o Audioslave estava tão perto... O disco auto-intitulado é de 2002. Segue a letra:





Show me how to live
(Cornell)

In with the early dawn
Moving right along
I couldn’t buy an eye of sleep
And in the aching night
Under satellite
I was not recieved
With the stolen parts
A telephone in my heart
Someone get me a priest
To put my mind to bed
This ringing in my head
Is this a cure is or is this a disease

Nail in my hand
From my Creator
You gave me life
Now show me how to live
Nail in my hand
From my Creator
You gave me life
Now show me how to live

In the afterbirth
On the quiet earth
Let this things remind me
You thought you made amend
You better think again
Before my row defines you

Nail in my hand
From my Creator
You gave me life
Now show me how to live
Nail in my hand
From my Creator
You gave me life
Now show me how to live

And in your waiting hands
I will land
And roll out of my skin
And in your final hours I will stand
Ready to begin
Ready to begin
Ready to begin
Ready to begin

Hey hey I said
Near as I can figure
You gave me life now
Show me how to live
Hey hey I said
Near as I can figure
You gave me life now
Show me how to live
Show me how to live
Show me how to live
Show me how to live
Show me how to live

Vamos à andança...

Em meio à esse período todo em que eu não me tornei fã da banda, ao menos fui conhecendo algumas músicas sensacionais deles. Uma delas é Show me how to live, de cuja primeira escutada até hoje me lembro, apresentada pelo meu primo. Ainda lembro de ouvir o riff pesadíssimo fazendo um aquecimento promissor e da acelerada incrível da guitarra. Lembro de sentir a bateria recebendo pancadas monstruosas e lembro da voz de Cornell atingindo níveis de rouquidão sobre-humanos, indo do arrastado grave nas partes mais calmas da música até os gritos agudos absurdos no refrão. Lembro de tudo isso com um sorriso no rosto e hoje percebo que se Audioslave, por algum motivo, não me ganhou na época, Show me how to live certamente ganhou. Essa música passou a fazer parte do meu acervo e continuamente me inspirou a balançar a cabeça em seu ritmo forte, não me importando com mais nada que pudesse me afligir. Era só o riff, a pancada e a letra revoltada. Nada mais. Na instrumentação primorosa não há quem se destaque mais, porém como o que me chamou a atenção desde a primeiríssima vez foi a guitarra, fica o crédito a Tom Morello, alternando entre a velocidade e peso de forma irretocável. Como diria Winton Churchill em frase usada na campanha do Johnnie Walker: "Nunca é tarde para você ser o que poderia ter sido", fica então um recado meu ao Audioslave: 8 anos depois dessa música ser lançada, 6 depois de eu tê-la conhecido, 3 depois do fim da banda - sou fã de vocês, agora ;)

Nunca ouviu?

Lembre-se que nunca é tarde. Escute:

2 comentários:

Marina disse...

ta firme forte com o Blog hein! Adoro!!!!!! passo por aqui sempre que me sobra um tempinho.. bjo.. btw eu adoro Audioslave, mas essa nao eh minha preferida! (Doesnt remind me)

Jun disse...

antes tarde do que nunca escutar esse cd e a banda, a banda será que é nunca mais?

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...