Viaje neste blog

Publicidade

[SOUNDTRACK] O Procurado

28/04/2010

Durante cada dia, no trabalho, eu tenho uma lista do Winamp com em média 7 horas de música em sequência. Todo dia coloco músicas novas pra encarar o leão que vem pela frente e as músicas nunca repetem naquele dia. Porém há uma única canção que fica na primeira posição eternamente. Ou seja, ela é a primeira que eu escuto todos os dias - sem exceção - antes das demais, pra começar o dia daquele jeito. É uma música do Danny Elfman, e tem tudo a ver com trabalhos desgastantes, pois ela foi feita para a trilha sonora do filme "O Procurado" (Wanted), de 2008. Segue a letra:





The Little Things
(Elfman)

Have you heard the news?
Bad things come in twos
But i never knew
'Bout the little things.
Every single day
things get in my way.
Someone has to pay
for the little things.

And I'm through with your stories
and I'm sick of my shoes
and the walking and the talking
it's got nothing to do with the final solution
it's a box full of tricks
and I'm through with repairs when there's nothing to fix
when there's nothing to fix
when there's nothing to fix
And it all comes down to you.

Let the headlines wait
armies hesitate.
I can deal with fate
but not the little things.
Armageddon may
arrive any day.
I can't get away
from the little things.

With my piles of cares
and a bucket of tears i could
look at the sunlight
and I'd feel no fear.
With a mountain of maybes
and some icarus wings
and I'm honored delusions
and one little thing.
and that one little thing
and that one little thing
And it all comes down to you.

Have you heard the news?
Bad things come in twos.
But i never knew
'Bout the little things
Every single day
things get in my way.
Someone has to pay
for the little things.

Vamos à andança...

"Sabe o que é o melhor do final do dia?
É que amanhã começa tudo de novo..."
(Wesley Gibson)


Sabe quem é o sábio que disse essa frase? Já ouviu falar no Wesley Gibson? Se não, assista o filme "O Procurado", cujo autor dessa máxima é interpretado por James McAvoy. Essa frase ilustra bem o todo que representa esse personagem e todas as "pequenas coisas" que o cercam. Ele é um cara sem nenhuma emoção na vida, e isso chega ao ápice quando ele procura no Google pelo seu próprio nome e o buscador mais famoso da internet responde: "Nenhum resultado encontrado". Tudo muda quando ele descobre ser herdeiro do maior assasino do mundo, capaz até de disparar balas com curva. A real graça do filme não está em acompanhar a evolução do personagem em se tornar tudo aquilo que ele jamais espararia ser: descolado, poderoso, assassino estiloso, rico, e além disso, ter uma chance com alguém como a Angelina Jolie. O maior mérito que vi nesse filme - e daí o por quê de eu ouvir essa música todos os dias - é a relação do cara com o emprego dele. Se no começo ele descrevia o desgosto no trabalho, com frases como essa acima, depois que se torna o verdadeiro herói dele próprio personificado, o troco que ele dá aos colegas de trabalho inescrupulosos e, sobretudo, à chefe sádica, estão pra mim entre as cenas mais inspiradoras do cinema.



E aqui entra essa música, pois ela inspira à continuar firme nessa batalha diária do trabalho. Desperta em mim o meu próprio Wesley Gibson (versão assasina, é claro) e me faz aguentar mais um dia. Só mais um dia. Até eu chegar amanhã e começar tudo de novo; mas aí ouvirei essa música de novo. Ela começa com uma batida simples acompanhada de um baixo violento. Quase uma marcha, até que entra a guitarra distorcida e a voz bacana: "Você ouviu as notícias? Coisas ruins vêm em dobro. Mas eu nunca ouço, sobre as pequenas coisas. Todo santo dia, coisas entram no meu caminho. Alguém tem que pagar, pelas pequenas coisas". Cada "Little things" que encerra uma rima é sensacional de ouvir. Depois vem uma ótima virada na instrumentação e uma acelerada que diz quase em desabafo: "Estou de saco cheio das estórias, estou farto dos meus sapatos, quando toda caminhada e falação não trazem nenhuma solução. Estou cansado de reparos quando não há nada pra consertar". Ele repete "when theres nothing to fix" três vezes, pra não deixar dúvidas. Ele está cansado. Ele precisa de uma reviravolta. Depois de um solo ótimo, ele diz mais duas frases que vale a pena considerar: "O armagedon pode chegar a qualquer dia. Mas eu não posso fugir das pequenas coisas" e também: "Deixe as manchetes esperarem. Os exércitos hesitarem. Eu posso lidar com o destino, mas não com as pequenas coisas". Sucesso demais. Isso tudo é mérito do mestre Danny Elfman (ex-Oingo Boingo) criador dessa e diversas trilhas marcantes do cinema. Como o cara conseguiu bolar uma canção capaz de despertar todos os Wesley Gibsons dentro de nós é um mistério que permanece ;)

Nunca ouviu?

Hora de acordar. Escute:

3 comentários:

Renato disse...

Música animal!
Também vale a pena ver o filme.

Abraço

Tábata disse...

Nossa! eu tava aqui entediada no trabalho e caí aqui nesse post q tem td a ver!rs só não consegui ouvir a música ainda, pq como vc bem sabe, tá bloqueado o youtube =/
Mas valeu pela andança que vc fez ;)
beijos e bom fim de dia!!

José H. Volpato disse...

Ow Andarilho como vai ? Aqui é o infernosword do Smash Club, só passei pra avisa que já está no ar o forum da Triforce Aliance. Link: http://thetriforcealliance.ativoforum.com/forum.htm
VLW e parabens pelo blog.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...