Mais um livro do Andarilho

Pena dos Tolos

03/12/2009

Fim de Semana Musical - Parte 2

A vida prepara umas surpresas boas de vez em quando. Em termos musicais ela tem me preparado várias, diga-se de passagem. Foi assim com o show do Living Colour, com o futuro show do Eagle-Eye Cherry e, domingo passado, com o show do Buddy Guy. É isso mesmo, Buddy Guy! Mas como eu não conheço tanto dele como ele merece, vou mandar essa aqui com o B.B. King, que eu sei de cor. Faz parte do "Blues Summit", de 1993. Segue a letra:





I Pity The Fool
(Malone)

I pity the fool
I said I pity the fool
I pity the fool
I said I pity the fool

Who falls in love with you
And expect you to be true
Oh, I pity the fool

Well, look at the people
Guess you wonder what to do
They're just standing there
Watching you making a fool out of me

I pity the fool
Oh, I pity the fool
They fall in love with you
I pity the fool

She'll break your heart one day
Then she'll laugh if she walks away
Yeah, I pity the fool

Ah, look at the people
Bet you wonder what to do
Well, they're just standing
watching you making a fool out of me

Yeah, I pity the fool
I said I pity the fool
Ooh, I pity the fool
Well, I said I pity the fool

She'll break your heart one day
Then she'll laugh as you walk away
Well, I pity the fool

Well, look at the people
Guess you wonder what to do
They're just standing there
Watching you making a fool out of me

Yeah, look at the people
Bet you wonder what to do
They're just standing
Watching you making a fool out of me

Vamos à andança...

Domingo foi um dia memorável. Estava eu em casa trabalhando sem muita emoção, quando me lembrei o que meu amigo, o Metal, havia dito na sexta-feira: "Domingo vai rolar Buddy Guy na faixa". E o melhor de tudo é que o evento aconteceria do lado de casa. Então decidi dar uma desestressada e passar por ali pra ver um pouco do show. Fui sem muita expectativa, admito. Mesmo Buddy Guy sendo o cara, esperava uma estrutura fraca, um som com qualidade ruim e uma superlotação de pessoas. Mas como as surpresas boas da vida costumam ser bem projetadas, cheguei lá e o tal do "Telefonica Open Jazz" estava realmente bem organizado. As pessoas eram revistadas ao entrar, um caminhão-pipa distribuía água gratuitamente, as pessoas ou estavam sentadas na grama no melhor estilo woodstock ou estavam bem comportadas à frente do palco, muito bem montado e, o melhor de tudo, o som era excelente... Tudo perfeito. Até choveu.

Buddy Guy é o cara, e nessa música é possível sentir a voz do cara. Ele canta aqui com o B.B. King num dueto incrível e é óbvio que perto do B.B. King qualquer um some, mas não Buddy Guy! Ele é o cara e consegue manter o respeito no alto enquanto alterna frases com o amigo blueseiro. Ele começa já muito bem nos cômicos versos, que no fundo são bem tristes: "Tenho pena dos tolos, eu disse que tenho pena dos tolos" então ele dá uma subida emocionante: "Aqueles que se apaixonam por você, e esperam que você seja sincera, Oh, tenho pena dos tolos". Aqui entra o B.B. King já destruindo na voz. Ele não te deixa nem raciocinar direito e extravaza, violento: "Olhe para as pessoas! Espero que você saiba o que fazer! Elas ficam apenas ali, olhando você me fazer de palhaço!". A instrumentação é impecável e traz o melhor do Blues desses dois mestres. O dueto sensacional não é só na voz, mas nas duas guitarras também que conversam e se alternam como os próprios dois amigos que compartilham a dor dessa canção, num ritmo alegre e empolgante. Outra estrofe ótima na voz de Guy é a seguinte: "Ela vai quebrar seu coração um dia, e vai rir enquanto se afasta pra longe. Bem, eu sinto pena dos tolos". Essa subidinha é imperdível. E eu só fico aqui achando tudo isso maravilhoso e pensando como houveram caras bons, capazes de transformar uma experiência dessas (entenda-se: envolvimento com mulheres más) em canções tão boas. A dor passa e a emoção da música fica, é assim que funciona ;)

Nunca ouviu?

Sinto pena dos que nunca ouviram. Escute:

2 comentários:

Felipe disse...

Kraaaaaaio, Buddy Guy é foda!
Só o cara que influenciou uma galera pique Jimmi Hendrix e Stevie Ray Vaughan!!!
Influenciou tb guitarristas como Randy Rhoads. A prova: de onde será que ele tirou aquela guitarra preta com bolinhas amarelas pálidas ¿
A diferença é q a do Buddy Guy é um modelo Strato e a do Randy Rhoads, Flying V.

Tábata disse...

Nas suas cinco últimas linhas, você deu um ótimo exemplo de sublimação, e ainda nem sabia o que era. rs
Muito bom ;)
Beijo!

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...