Viaje neste blog

Publicidade

[SHOW] O amor mostra seu lado negro

20/10/2009

Show do Living Colour em São Paulo, 15/10/2009

Vira e mexe eu comento aqui sobre alguns shows de rock marcantes que fui ou que perdi e a verdade é que esse ano eu segui um regime magro de shows de rock. Mas o importante agora é que o regime foi quebrado com louvor: show do Living Colour. Em homenagem ao show incrível de quinta-feira passada hoje vai ser um som deles. Essa faz parte do "Time's Up", segundo álbum deles, de 1990. Segue a letra:





Love rears up its ugly head
(Reidt)

I always thought our relationship was cool
You played the role of having sense
I always played the fool
Now something's different
I don't know the reason why
Whenever we separate
I almost want to cry

Oh no, please not that again
Love rears up its ugly head

And when I come home late you don't complain or call
So as a consequence
I don't go out at all
My friends are frightened
They don't know what's going on
They think you put a spell on me
And now my mind is gone

Oh no, please not that again
Love rears up its ugly head

Love's not so bad they say
But you never know where love is gonna go
Does anybody really know?

I'm standing at the altar
As they play the wedding march
I'm in a black tuxedo with my collar full of starch
She looks as lovely as she's ever gonna get
I wake up from this nightmare in a pool of sweat

Oh no, please not that again
Love rears up its ugly head

What you gonna do?
What you gonna do
When it comes and gets you?

Vamos à andança...

Essa é uma das bandas que sabe o que faz. É aquele tipo de banda que você ouve e não sabe dizer qual dos integrantes é o melhor. É briga de gigantes, e eu pude averiguar pessoalmente. Também é uma das bandas que sabe misturar um som na dosagem certa. Eles equilibram peso e suavidade de forma inigualável sendo que uma hora você está a mil por hora na outra está viajando em outra dimensão. Como bom andarilho eu dou mais atenção à essa segunda vertente, por isso escolhi essa música. Ela causa viagens... Pela bateria marcante no começo, a voz arrastada de Glover, a guitarrinha meio reggae de fundo e por que não, pelos mixes que percorrem ela toda. Pude conferir no show também isso: o mix faz parte das apresentações ao vivo e eu achei isso ótimo. Além dos caras tocarem pra cacete eles cuidam dos sons psicodélicos e efeitos brisantes ao fundo... Coisa única. A letra também é uma viagem só, mas dá pra entender. Começa com uma frase engraçada: "Sempre achei que nossa relação era legal. Você fazia o papel da razão e eu fazia o papel de bobo" e um refrão misterioso: "Oh não, por favor de novo não - o amor mostra seu lado feio". Como assim lado feio? Esse aqui ó: "Meus amigos estão assustados, eles não sabem o que está acontecendo comigo. Eles acham que você colocou uma magia em mim e agora minha mente se foi". Ainda não deu pra entender? Ele explica melhor num sonho que teve (e num destaque pra excelente performance dos vocais nesse momento): "Estou no altar, enquanto eles tocam a marcha nupcial, estou com um terno preto e um colarinho engomado. Ela está mais bonita do que nunca. Então eu acordo desse pesadelo numa poça de suor". É... parece que o "lado feio do amor" que tanto assusta o cara é o casamento, ou o fato de ficar aprisionado. Isso assusta muita gente, mas o que não assusta nem um pouco é o instrumental que fica uns bons segundos no final junto com os efeitos remixados e uma incríveis vocalizações de Corey. E essa eu ouvi ao vivo ;)

Nunca ouviu?

Oh não de novo nããããooooo. Escute:

Um comentário:

Renato Perazza disse...

Realmente o show desses caras foi sensacional! Não apenas pelas músicas que eram tocadas por esses feras, mas também pela presença de palco e de pista dos integrantes. isso mesmo! Presença de pista! O baixista e o o vocalista desceram para o meio da galera e tocaram no meio de todos, foi um dos ápices do show! Pela música o Andarilho já falou tudo, não tenho o que adicionar...

Abraço

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...