Sobre o Autor

Minha foto

Sou um homem em constante dualidade. Metade de mim queria ser um astro do Rock. A outra metade um monge budista. O resultado disso foi um blog que mistura John Lennon e Jesus Cristo e um livro chamado Heróis e Anônimos.

Navegar pra longe

17/09/2009

Fiz questão de postar essa hoje. Sempre que eu vou viajar eu lembro dessa música do Deep Purple, principalmente por causa do seu maravilhoso verso do refrão que diz "Sail Away Tomorrow" ou "Velejar pra longe amanhã". Já que eu vou mesmo viajar pra longe amanhã, nada mais justo. Essa é do álbum "Burn", de 1974. Segue a letra:




Sail Away
(Blackmore/Coverdale)

If you're driftin' on an empty ocean
With no wind to fill your sail,
The future, your horizon,
It's like searchin' for the holy grail.
You feel there's no tomorrow
As you look into the water below.
It's only your reflection
And you still ain't got no place to go.

Time will show,
When, i don't know.

Sail away tomorrow,
Sailin' far away.
To find it steal or borrow.
I'll be there someday yea-yea-yeah yea-ye-yeah.

Oh, woman, i keep returnin
To sing the same old song.
The story's been told, now i'm gettin' old.
Tell me,where do i belong?
Feel like i'm goin' to surrender,
Nard times i've had enough.
If i could find a place to hide my face,
I believe, i could get back up.

Time will show,
When, i don't know.

Sail away tomorrow,
Sailin' far away.
To find it steal or borrow.
But i'll be there someday yea-yea-yeah yea-yea-yea-yeah.

Sail away tomorrow,
Sailin' far away.
To find it steal or borrow.
But i'll be there someday yea-yea-yeah yea-yea-yea-yeah.

Sail away tomorrow,
Sailin' far away.
To find it steal or borrow.
But i'll be there someday yeah yeah yeah

Vamos à andança...

"Velejar pra longe amanhã. Velejar pra bem longe. Pra descobrir eu roubo ou empresto, mas estarei lá algum dia". Olha a potência desse refrão. Pra alguém que adora o mar como eu, essa canção é altamente recomendada e muito viajante. Viagem de barco ainda por cima. Ela começa com o balanço excelente de guitarra e bateria, e então a voz de Coverdale - o mestre - inicia a poesia do almirante: "Se você está a vagando no oceano vazio, sem vento soprando sua vela. O futuro, seu horizonte. É como procurar pelo Santo Graal". Pra mim aqui já está ótimo, não tem ninguém mais fanático pela busca do graal do que eu. Somou isso à uma viagem de barco com o horizonte todo à frente não me deixa me dar uma nota menor do que 9,5 pra essa música. E só leva 9,5 porque no mesmo álbum tem a Mistreated, que leva o 10. Mas continuando essa poesia incrível, agora na voz do baixista Hughes: "Você sente que não haverá amanhã. Você olha pra água, é só o seu reflexo. E você ainda não tem pra onde ir". Aqui entram as duas ótimas vozes principais em um dueto que só o Purple conseguia propôr: "O tempo mostrará. Quando, eu não sei". Tudo isso é pra ilustrar o espírito aventureiro dos viajantes que curtem a brisa batendo no rosto, o horizonte misterioso e o amanhã desconhecido. Nada como viajar pra longe... Nunca esqueço um dos maiores ensinamentos que tive na faculdade. Uma professora disse: "Se um dia você ganhar na loteria, gaste o dinheiro com viagens. Assim ninguém nunca vai tirar isso de você". Nem parei pra pensar muito, pois ela tinha toda a razão. A viagem fica na memória e nunca ninguém poderá levar isso embora, não é como um bem material. Além desse amor pelas viagens, o narrador aqui tem uma busca pessoal cantada num dos melhores versos: "Se eu pudesse achar um lugar pra esconder meu rosto, acredito que eu poderia retornar". Voltando ao refrão "Velejar pra bem longe, estarei lá algum dia", ele é acompanhando nesses versos inspiradores por uma das maiores guitarras do mundo, do meu querido Blackmore, que cria um solo logo depois das vocalizações de Coverdale. O solo, como todos desse guitarrista, é incrível e aqui ele consegue acentuar ainda mais a "viagem" contida na letra, com notas alongadas e delirantes. Faz com que a mente vá direto pro oceano, num dia de sol, e mar azul. Se você gosta de história, pense nos Vikings viajando, bebendo e cantando suas canções. Se você é bom vivant, pense num Yacht deslizando delicadamente sobre a água. Junto com esse solo, a base continua à toda de fundo, com a guitarra, baixo e bateria. Coisa de nível alto mesmo. Isso é Deep Purple. E vamos velejar pra bem longe amanhã ;)

Nunca ouviu?

Solte a âncora e boa viagem. Escute:

Nenhum comentário:

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...