Leia também!

Viver para você é fácil

12/08/2009

Chega de blues. Chega de homens tristes... Chega de homens, na verdade. Está na hora de uma mulher dominar o blog - feito ainda inédito. Pra isso eu vou mais fundo ainda na música. Mais fundo do que blues. Cheguei no Jazz e trouxe a senhora da voz, a Lady Day, a lenda: Billie Holiday. Mas ela não foge do tema. Apesar de ter algumas canções tristes, nessa aqui ela vai falar de amor. Segue a letra:





Easy Living
(Holiday)

Living for you is easy living
It's easy to live when you're in love
And I'm so in love
There is nothing in life but you

I never regret the years that I'm giving
They're easy to give when you're in love
I'm happy to do whatever I do for you

For you maybe I'm a fool
But it's fun
People say you rule me with one wave of your hand
Darling, it's grand
They just don't understand

Living for you is easy living
It's easy to live when you're in love
And I'm so in love
There's nothing in life but you

Vamos à andança...

Tirei essa música da trilha sonora do Fallout 3, um jogo que meu primo comprou pro seu X-Box e eu acabei ficando levemente impressionado com a qualidade do conceito e, consequentemente da trilha sonora. Mas como aqui não é blog de game e sim de música basta saber que Billie Holiday está presente na trilha, ou seja, vale a pena jogar e ouvir. A voz dessa mulher é uma coisa fora do comum: expressava sentimento e sensualidade. No caso aqui o amor transborda. Quem disse que só os homens faziam canções onde ilustravam quase que uma dependência da pessoa amada? Billie diz aqui coisas bonitas como na primeira estrofe: "Viver para você é fácil de viver. É fácil quando você está apaixonada, e eu estou tão apaixonada. Não há nada na minha vida além de você". Simples e profundo, do jeito mais bonito possível. Esqueci de mencionar a introdução instrumental maravilhosa no piano e clarineta e posteriormente no saxofone. É tudo delicado, majestoso. Uma harmonia incrível, que só o jazz poderia propôr. A voz da cantora vem no tom e momento exato, mas o piano não a abandona e o instrumental vai até o fim impecável. Na segunda estrofe ela diz, graciosa: "Eu nunca me arrependi dos anos que estou dando. É facil dá-los quando você está apaixonada. Fico feliz em fazer qualquer coisa que seja por você". Ela também não deixa se abalar por comentários alheios, ela está apaixonada afinal: "Posso ser uma boba por você, mas é engraçado. Pessoas dizem que você me dá ordens com apenas um gesto de mão. É sublime, eles simplesmente não entendem, que viver pra você é fácil" numa excelente emendada ao refrão. Eu costumo pensar, às vezes, que homens dominam muito mais o universo da música, sobretudo no rock e blues, que falam bastante de amor, por serem, talvez mais sensíveis que as mulheres. Pelo menos os homens da música... Mas aqui está uma mulher, de fato, incrivelmente sensível ;)


Obs.: Assista "Inimigos Públicos". Day faz parte da trilha também e é um filme maravilhoso.

Nunca ouviu?

Essa é um presente para você. Escute:

Um comentário:

Marina Fernanda disse...

Ela realmente tinha uma vez de anjo... já me peguei várias vezes escutando inumeras de suas músicas deitada na minha cama e pensando: PUTA QUE PAREI VAI CANTAR ASSIM PRA PORRA.. HEHEHEHE

beijos as andanças continuam sensacionais

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...