Viaje neste blog

Publicidade

[JAM] Pensando nela todo dia, toda hora

18/07/2009

Por Caio Guilherme

Antes queria agradecer ao Andarilho pela oportunidade de colocar e comentar uma música nesse blog, que está repleto de bons sons e boas palavras. Muito obrigado, Felipe, eu prometo me esforçar ao máximo para manter o grande nível que você estabeleceu. Dito isso, trago aqui a música "Menina Mulher da Pele Preta", direto do álbum "A Tábua de Esmeralda" de 1974, uma obra prima de Jorge Ben, um dos grandes músicos brasileiros e que soube, como ninguém, tratar do tema que faz este blog girar, o amor! Segue a letra:




Menina Mulher da Pele Preta
(Jorge Ben)

Essa menina mulher da pele preta,
Dos olhos azuis, do sorriso branco
Não está me deixando dormir sossegado.
Será que ela não sabe que eu fico acordado.
Pensando nela todo dia, toda hora
Passando pela minha janela todo dia, toda hora
Sabendo que eu fico a olhar
com malícia.
A sua pele preta
com malícia.
Seus olhos azuis
com malícia
Seu sorriso branco
com malícia.
Seu corpo todo enfim,
com malícia.

Com malícia...

Será que quando, eu fico acordado
Pensando nela, ela pensa um pouco em mim?
Um pouco em mim
Com malícia.
Um pouco em mim
Com malícia.

Um...pouco em mim.
Com malícia.
Essa menina mulher...
Da pele preta
Não está me deixando...
Dormir sossegado.
Será que ela não, não, não
Pensa um pouco em mim, pensa.
Com malícia, com malícia.
Pouco em mim, Pouco em mim
Pouco em mim, Pouco em mim.
Com malícia, com malícia
Um pou pou pou pou pouco em mim
pouco em mim.
Com malícia.
Com malícia.
Essa mulher...
Da pele preta
Da pele preta
Do sorriso branco,
Dos olhos azuis
Não está deixando me...
Dormir sossegado...

Vamos à andança...

O Jorge Ben é um malandro, mas um malandro que ama. Ama e perde o sono. Ama e dúvida. Ama e sente tesão. Ama e quer que a moça sinta tesão. Ele consegue traduzir com perfeição tudo o que todo e qualquer cara no Mundo sente quando encontra uma menina mulher, aquela moça que é tudo e mais um pouco, é mais que menina, é mais que mulher: é corpo, é charme, é meiguice, é malícia e tem a “pele preta”, o “olho azul” e o “sorriso branco”. A menina mulher é aquele tipo de mulher que consegue fazer um malandro, que nem o Jorge Ben, babar como o mais bobo colegial. A menina mulher é aquela que faz a boca latejar quando beija, que deixa o cara acordado sonhando com ela passando, provocando e trazendo um samba bom. E é para esse tipo de mulher que o Jorge Ben faz a música e confessa que fica “Pensando nela todo dia, toda hora”. Aqui, não há vergonha em admitir isso e admitir que sabe e gosta do jogo, dela passando só para ele olhá-la cheio de desejo. A grande questão e drama que fica é o da dúvida: “Será que quando eu fico acordado pensando nela, ela pensa um pouco em mim?”. Drama que se traduz no som como um todo, na levada malandra, mas melancólica. Malandro que é, Jorge Ben não esquece de deixar claro que ele gosta dela, perde o sono por ela, que fica vendo-a passar, mas, tudo isso, com malícia. Não é só romantismo, é vontade, é desejo. O sentimento, no final das coisas, é que nem a menina mulher, é tudo e mais um pouco. Essa música, traduz tudo aquilo que torna divertido se apaixonar e se relacionar com alguém e por isso que eu me identifico muito com ela. Aliás, quem não se identifica? quem nunca perdeu o sono pensando no amor? Taí um som que me lembra de curtir a relação com as raras meninas mulheres que aparecem por ai, pois sofrimento mais gostoso não há...! Espero que todos gostem desse excelente som e sintam a melancolia gostosa de ficar sem dormir sossegado, pensando nela, todo dia, toda hora...

Nunca ouviu?

Escute:

Um comentário:

Andarilho disse...

Cara, primeiro quem tem que agradecer sou eu, pois um texto do seu calibre aqui só serve pra enriquecer e muito meu humilde blog, e também pro pessoal ver como eu não sei escrever direito. Isso por que sua análise conseguiu passar muito da emoção e do sentimento que essa canção carrega e com boas palavras, vindas de um excelente escritor. Mas voltando ao blog, você já deve ter reparado que eu nunca tinha postado nenhuma música nacional até entao. E só poderia haver um artista capaz de inaugurar essa seção com tamanha maestria, e esse alguém é Jorge Ben. Porém eu não sou digno de postar nada desse cara, ele é um mestre e precisa-se de um mestre pra escrever sobre ele. Agradeço pelo seu texto. Agora uma pequena viajada também: eu fico intrigado em como a frase "com malícia" muda a figura desse som. Sem ela iriamos achar que era só mais uma questão de amor platonico sincero. Mas com essa frase ela se torna mais sincera ainda e mais humana. A malícia está presente na gente, é o desejo, é a vontade como vc diz e em especial eu curto quanto ele diz: "Será que ela pensa um pouco em mim, com malícia?" Show demais ;)

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...