Viaje neste blog

Publicidade

Layla

18/04/2009

Mestre. Esse cara é o mestre. Seu nome fala por si só: Eric Clapton, o Slow Hand. Um dos maiores e mais bem sucedidos guitarristas da história. O mais curioso é que comecei a conhecer mais profundamente a carreira solo dele há pouco tempo e, diga-se de passagem ele tem muita coisa boa pra gente ouvir. Esse som é de quando ele fazia parte do Derek and Dominos, em 1970. Está no álbum "Layla and Other Assorted Love Songs". Segue a letra:





Layla(Clapton/Gordon)

What will you do when you get lonely
and nobody´s waiting by your side?
You've been running and hiding much too long
You know it's just your foolish pride

Layla, you've got me on my knees
Layla, begging darling please
Layla, darling, won't you ease my worried mind?

Tried to give you consolation
When your old man, he let you down
Like a fool, I fell in love with you
You turned my whole world upside down

Layla, you've got me on my knees
Layla, begging darling please
Layla, darling, won't you ease my worried mind?

Make the best of the situation
Before I finally go insane
Please don't say we'll never find a way
Or tell me all my love's in vain

Layla, you've got me on my knees
Layla, begging darling please
Layla, darling, won't you ease my worried mind?

Vamos à andança...

Nem todos sabem, mas esta canção guarda uma história de amor interessante: Eric Clapton e George Harrison, o beatle sempre foram bons amigos. Na década de 60 George era casado com a modelo e atriz Patti Boyd, porém em sua busca pela filosofia hindu e o excessivo trabalho com os Beatles, o guitarrista acabou deixando sua esposa em segundo plano. Isso fez com que Clapton se aproximasse dela e "como um tolo acabasse apaixonado". Na dor e desespero por amar a mulher do seu grande amigo, Eric Clapton compôs Layla, e algumas outras músicas do mesmo álbum, ilustrando sua inconsolável situação. O tempo passou e os guitarristas foram diplomáticos: George e Patti divorciaram-se em 74 e a modelo casou-se novamente com Eric em 79, e o mais engraçado: sem brigas entre os amigos - Eric e George continuaram tocando juntos, se apresentando em algumas ocasiões e mantendo a amizade. Essas mulheres... Sempre enlouquecendo os homens inocentes. Por que pra um cara compôr uma música dessas pra uma mulher ele devia estar elouquecendo mesmo como diz "Querida, você não vai tranquilizar minha mente perturbada?". O riff inicial é eterno, brilhante, um dos maiores que existe, o solo então: indescritível e o mais legal na versão original é o final. Depois de implorar para que "eles encontrem um caminho e seu amor não seja em vão" a música emenda uma baladinha romântica e suave de uns 3 minutos, com aquela guitarra maravilhosa do Slow Hand de fundo somada à um piano delirante do início ao fim. Palmas para Patti Boyd que além dessa também tem "Something" do Harrison na sua coleção de homenagens... Esses homens inocentes e apaixonados, coitados ;)

Obs: só por curiosidade - a história de amor não acaba bem. Infelizmente Clapton não soube valorizar o que tanto buscou, e após alguns casos de traição, ele e Patti se separaram em 1988.

Nunca ouviu?

O mundo está dividido entre os que adoram "Layla" e os que nunca ouviram. Escute e adore:

Nenhum comentário:

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...