Leia também!

Devagar e fácil

24/03/2009

Mais uma banda reprise, meus queridos Whitesnake! Como eu disse antes, a banda vai falar de amor novamente, mas agora é quando o amor em si acaba. Esse som é do álbum "Slide It In" de 1984, conhecido pela música título e pelo grande clássico "Love Ain't No Stranger". Altamente recomendado! Segue a letra:

David Coverdale. Frontman do Whitesnake. Foto: Divulgação



Slow An' Easy
(Coverdale/Moody)

You keep on pushing, babe,
Like I've never known before.
You know you drive me crazy, child,
An' I just wanna see you on the floor.
I wanna superstitious woman
An' she got a superstitious mind.

I can't see you, baby,
I can't see you anymore, no more.
You keep on loving me
Like I've never known before.
I wanna superstitious woman
With a superstitious, a superstitious mind,
An' I don't mind,baby.

My heart is beating faster, babe,
It's beating like a big bass drum.
You know you got me speeding, child,
Faster than a bullet from a gun.
You're a superstitious woman
An' I got a superstitious mind, an' I don't care.

So take me down slow an' easy,
Make love to me slow an' easy.
I know that hard luck an' trouble
Is coming my way,
So rock me 'til I'm burned to the bone,
Rock me 'til I'm burned to the bone.

I don't care about, oh,
I don't care about love, no more.
The way you keep abusing me
Oh, I can't take no more.
I wanna woman
She got a superstitious mind.

So take me down slow an' easy,
Make love to me slow an' easy.
I know that hard luck an' trouble
Is coming my way,
So rock me 'til I'm burned to the bone,
Rock me 'til I'm burned to the bone,
Rock me 'til I'm burned.

So take me down slow an' easy,
Make love to me slow an' easy.
Take me down slow an' easy,
Rock me 'til I'm burned to the bone.

Take me down slow an' easy,
Make love to me slow an' easy.
I know that hard luck an' trouble
Is coming my way,
So rock me 'til I'm burned to the bone...

Vamos à andança...

Devagar e fácil... Essa música é impecável. Começa com uma guitarrinha como quem não quer nada enquanto coverdale vai recitando os versos como quem quer menos ainda. E aí, ele começa a soltar lentamente seus agudos absurdos. Absurdos. Cada frase num tom mais alto que a outra, então faz a gente perceber que a música não é brincadeira. Subtamente uma bateria incrível anuncia que a música começou de verdade. Whitesnake, como eu disse não é banda que brinca em serviço... Cada música dos caras é um trabalho excepcional. Quando você ouve essa bateria e a guitarra numa harmonia incrível você percebe isso. Quando Coverdale acaba cada frase como a "Faster than a bullet from a gun" Mel Galley solta o maravilhoso riff que faz a gente esperar para ouvir de novo. A letra, provocante, pede raiva e angústia. Coverdale nos passa isso, e numa mistura de emoções ele faz a raiva parecer alegria e vice-versa. O modo como ele grita "Make love to me Slow An' Easy" mostra bem isso, parece que ele está com raiva, mas também com aquela alegria proveniente da provocação. Aliás, olha que demais essa frase: "Faça amor comigo devagar e fácil". Não, não é vulgar. Imagino que não por que ele diz certa parte "Não me importo com amor, não mais!". Esse "não mais" é tremendamente revelador, pois mostra que ele já se importou antes e agora sente a revolta interior e diz 'não mais'. Com certeza isso é devido à alguma desilusão amorosa. Afinal, logo depois de uma decepção a gente não começa a pensar um pouco como eles? "Eu não me importo com amor. Não mais!". Interessante. O solo merece destaque pois é um dos melhores do Whitesnake, bastante inspirador. Devagar e fácil ;)

Nunca ouviu?

Essa é devagar e fácil de adorar! Escute:

Nenhum comentário:

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...