Leia também!

Fotos de casa

13/03/2009

Mantendo o alto nível musical aqui, hoje vou falar de uma música de outra das minhas "bandas de cabeceira": Deep Purple. Sem dúvida uma das bandas mais importantes da história do rock'n'roll em termos de criatividade e influência e uma das poucas bandas do fim de 60 que está ótima em atividade até hoje (pude conferir no show em 2008 os caras mandando ver). Esse som é do álbum "Machine Head" de 1972, disco considerado por muitos não só o melhor do Purple, mas também por alguns extremistas como o melhor álbum de rock da história. Segue a letra:




Pictures of Home
(Gillan/Paice/Lord/Blackmore)

Somebody's shouting
Up at a mountain
Only my own words return
Nobody's up thereIt's a deception
When will I ever learn?

I'm alone here
With emptiness eagles and snow
Unfriendliness chilling my body
And whispering pictures of home

Wondering blindly
How can they find me?
Maybe they don't even know
My body is shaking
Anticipating
The call of the black-footed crow...

I'm alone here
With emptiness eagles and snow
Unfriendliness chilling my body
And talking pictures of home

Here in this prison
Of my own making
Year after day I have grown
Into a hero
But there's no worship
Where have they hidden my throne?

I'm alone here
With emptiness eagles and snow
Unfriendliness chilling my body
And screaming pictures of home

Vamos à andança...

Exageros à parte o fato é que esse álbum é realmente devastador. Ao lado de hinos como "Highway Star" e "Smoke on the Water" está a extraordinária e menos conhecida "Pictures of Home", que orgulhosamente posso dizer que assisti ao vivo como a música de abertura do show de 2008... No mínimo arrepiante. A música começa muito bem com Ian Paice firme na bateria introduzindo um riff sensacional de Blackmore. O riff por sua vez apresenta os vocais afiados de Gillan que dão um show na música inteira, com seus famosos agudos (quando ele grita "pictures of home" é incrível). O solo então nem se fala... Qualquer solo do Blackmore é no mínimo maravilhoso. É sério. E nessa música não fica por menos. Lord e Glover também acompanham a progressão de maneira perfeita com o teclado e baixo. É aí que tá... Deep Purple tem um nível de músicos realmente incrível. Por mais tenham havido desavenças na banda no decorrer dos anos e a ela tenha tido mais integrantes do que um time de futebol; todos, ou pelo menos a grande maioria dos músicos que tocaram no Purple é de um nível extremamente bom. A letra, para quem gosta de uma certa dramatização (eu) além de uma poesia enigmática (eu) é um prato cheio. É de difícil interpretação, algo que acho bacana em algumas letras e fala de alguém que está sozinho, talvez aprisionado por sua própria culpa, que cresce e se torna um herói destronado sem as suas fotografias de casa. Tudo isso é uma grande viagem, isso sim. O que consigo imaginar bem nessa letra é o vazio grande e a solidão sentidos pelo narrador. Não que vazio e solidão não sejam ótimos temas para músicas também ;)

Nunca ouviu?

Você tem a obrigação. Pelo seu próprio bem. Escute (numa formação mais recente):

2 comentários:

Marina Fernanda disse...

Oieeeeeeee Fe!

Adicionei seu blog no meu ok!!!

Adoreiii por acaso o seu blog..

Beijos

sargento_pincel disse...

Muito bom o blog, e ainda melhor Pictures of Home, como você mesmo disse "realmente devastador".

Parabens pelo blog e pelo bom gosto

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...