Viaje neste blog

Publicidade

Músicas de Andarilho - O fim?

02/05/2018

[CONHEÇA] Riffcoven lança seu disco de estréia

20/02/2018


Primeiro lançamento do duo Jundiaiense formado por Reverendo Bode (da excelente Gasoline Special) e Old One, gravado, mixado e masterizado no Bimini Studio por Bruno Fornazza, com parcipação especial de Gabriel Pereira no Sitar Indiano.

Com o objevo de tocar música pesada e cantar sobre mitologia, fantasia e horror, Rev. Bode e Old One criaram o Riffcoven, e meses depois de diversos “RITUAIS –JAM” levaram esses primeiros experimentos para serem invocados no estúdio e o resultado é Crown Of Darkness.

Da combinação de diversas influências surgiu uma massa sonora de riffs e tensões cósmicas que é a trilha perfeita para embarcar numa jornada pelo mundo hiboriano ou pegar uma carona nas sagradas vimanas do passado.

Riffcoven disponibilizou o disco Crown of Darkness em formato digital nas plataformas Bandcamp e
YouTube. E atualmente está em busca de um Selo que tenha interesse em lançar esse trabalho.

Site da Banda
https://riffcoven.bandcamp.com/

Disco no Youtube
https://www.youtube.com/watch?v=Qoc-qWlInzc&t=433s

Tinariwen Mostra que Não Sabemos Nada do Mundo

30/01/2018

Há alguns meses li no excelente blog do Barcinski sobre os melhores álbuns que ele ouviu em 2017.

Dentre a lista figurava um nome um tanto quanto diferente: Tinariwen.


O jornalista descrevia o som do grupo como um blues desértico, "uma música hipnótica e lúdica".

O que mais me chamava atenção, devo confessar, era a vestimenta dos integrantes. Todos enrolados em panos e turbantes, tocando guitarras no meio do deserto. Mas que diacho seria aquilo?

Trata-se de uma banda do Mali. Se você como eu não sabe de cabeça onde fica esse lugar, já adianto: continente africano, hemisfério norte. Bem no meio do calor e muito próximo do Deserto do Saara. Daí a aparência nômade do grupo. Coisa que eu só tinha visto em filmes de aventuras, tipo Indiana Jones.

Como sempre atraído pelo que é diferente, decidi ouvir as canções sugeridas no post. Não demorei à me inspirar pela absurda qualidade musical. Parti então para os discos inteiro e para os vídeos.



Que música esses caras fazem! E que viagem é assistir os vídeos da banda.

Prepare-se para ser transportado para outro mundo. Prepare-se para entrar num portal e sair do outro lado onde tudo é diferente e onde toda beleza se resume à uma simplicidade de viver a vida.

Um mundo onde cavalos são substituídos por camelos. Ruas movimentadas dão lugar ao perigoso e místico deserto.

Canecas de cerveja são substituídas pelo café e o tão confortável inglês é trocado pelo bambara.

Ouça e deixe-se levar. Siga as miragens da sua mente e adentre um deserto de sons, viagens e sentimentos. Não tenha medo. A viagem valerá a pena. Disso você pode ter certeza.



Quando achar que está perdido demais, é que a coisa fica melhor. É aí que as guitarras surgem pesadas, fazendo um equilíbrio impecável com a tranquilidade do batuque e da voz.

É o tipo de som para se ouvir, se possível sentado numa poltrona bem confortável, com a cabeça encostada, no gatilho para sonhar. Uma postura que te permita flutuar. Pirar.

Tinariwen. Uma banda do Mali que só veio aqui para te mostrar o quanto o mundo é grande e bonito e questionar por que ainda cismamos em ignorar a maior parte do que ele tem para oferecer.

Não sabemos nada do mundo. Mas com Tinariwen agora sabemos um pouco mais. Que eles nos inspirem a adentrar o deserto do desconhecido e provar os néctares misteriosos que ali encontrarmos ;)

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...